Home » Games » Games para PC » A letra que pode ter “matado” a IA do Aliens: Colonial Marines

A letra que pode ter “matado” a IA do Aliens: Colonial Marines

Conheça a história de um erro de digitação que fez com que a inteligência artificial de um jogo se tornasse motivo de piada (e revolta).

2 anos atrás

Uma das maiores decepções dos últimos anos, o Aliens: Colonial Marines foi responsável por despertar o ódio em muitos fãs da franquia ou até naqueles que queriam apenas aproveitar um bom jogo de tiro em primeira pessoa. Embora tivesse problemas em quase todas as áreas, o que mais incomodou as pessoas foi o comportamento ridículo dos xenomorfos, sendo comum os vermos andando em círculos, caindo das paredes ou simplesmente evitando o confronto.

Como o medo que os alienígenas são capazes de despertar em nós sempre foi o ápice da franquia, muitas pessoas nem conseguiram progredir muito na campanha do título criado pela Gearbox e sinceramente, não os culpo. Agora, o que ninguém poderia esperar é que existe uma maneira muito simples de melhorar muito a inteligência artificial do jogo, algo que chega a beirar o absurdo.

A descoberta foi feita por um modder que vem trabalhando para tornar o Aliens: Colonial Marines um jogo melhor e enquanto fuçava nos arquivos do FPS, ele se deparou com um erro de digitação bizarro no arquivo PecanEngine.ini. Em determinado trecho, a palavra “tether” (um tipo de corda para amarrar animais) foi escrita como “teather” e isso seria o responsável por fazer com que os monstros fossem tão… burros.

A parte do código que está errada pode ser vista abaixo e de acordo com o autor da descoberta, o que acontece ali é que quando um xenomorfo aparece, ele automaticamente é vinculado a uma dessas cordas. Isso faz com que ele atue numa determinada área, seja buscando o combate, procurando saídas ou passando para outras cordas. A ideia seria tornar a movimentação e as atitudes mais naturais, mas sempre que o jogo tenta disparar esse comando, o erro de digitação impede que isso aconteça.

ClassRemapping=PecanGame.PecanSeqAct_AttachXenoToTether -> PecanGame.PecanSeqAct_AttachPawnToTeather

Para ilustrar melhor a situação, dê uma olhada nos dois vídeos abaixo. No primeiro temos o alien agindo da maneira como o jogo nos foi entregue e fica fácil perceber que ele está longe de ser ameaçador. Já no segundo temos a pequena correção no código e é notável como os inimigos se tornam mais agressivos e capazes de rastrear melhor os humanos.

 

 

É claro que apagar aquela letra não conseguirá corrigir todos os problemas do Aliens: Colonial Marines e há quem diga que a melhora não é tão significativa em todos os confrontos. Porém, para quem gostaria de ter uma experiência um pouco melhor na versão para PC, acho que vale a pena fazer o teste.

A única coisa que não consigo entender é como uma grande desenvolvedora deixa passar um erro tão bobo como este. Se a versão final do título contava com um comportamento tão ridículo para os xenomorfos, imagino que as pessoas responsáveis pela inteligência artificial deveriam saber onde procurar, mas isso serve até para mostrar a bagunça que foi esse projeto.

Além disso, acho que agora a Gearbox tem quase que a obrigação de lançar uma correção para o problema, principalmente nos consoles, onde não temos como modificar o tal arquivo PecanEngine.ini.

Fonte: GameInformer.

relacionados


Comentários