Home » Meio Bit » Internet » Sofativismo de Resultados: herói salva 26 meninas do tráfico sexual com um tweet

Sofativismo de Resultados: herói salva 26 meninas do tráfico sexual com um tweet

A internet, principalmente as redes sociais vivem sob uma aura de cinismo, mas de vez em quando elas se mostram ótimas ferramentas a serviço do Bem. Foi o caso do Twitter, usado por um herói indiano para evitar uma tragédia.

23 semanas atrás

superhero_header_13456

Se existe uma coisa que eu costumo zoar implacavelmente na internet é o Sofativismo, aquela prática onde o sujeito se acha O revolucionário, O salvador do mundo quando não levantou a bunda da cadeira. Isso para para tudo, de campanhas #NÃOPASSARÃO aos ridículos e suprapartidários tuitaços, quando um monte de idiotas acham que vão mudar algo no mundo emplacando hashtags de Twitter.

Isso acaba nublando um fato: o Twitter é mais que um outdoor de egos, é uma ferramenta de comunicação, e isso sim pode ser muito, muito importante se bem usado. O melhor exemplo disso aconteceu 5 de março, na Índia.

Adarsh Shrivastava estava num trem quando reparou em um grupo de 25 garotas “todas muito jovens” que pareciam deslocadas. Segundo ele algumas estavam chorando, todas pareciam inseguras. Ele esperou chegar em casa, abriu o Facebook e fez um textão… não, mentira. Adarsh puxou o celular, começou a postar tweets alertando sobre a situação para Ganesh e o mundo. Do primeiro-ministro à empresa ferroviária.

india-solar-powered-train-delhi

Rapidamente a empresa respondeu no Twitter mesmo, alertando sua Força Policial. Algumas estações adiante alguns agentes à paisana entraram, avaliaram a situação e detiveram dois homens, um de 22 e um de 55, que estavam transportando as meninas.

Nenhuma das 26 jovens conseguiu explicar o que estava fazendo no trem ou quem eram os homens, o que se encaixa direitinho no perfil dos traficantes de escravas sexuais. Os caras convencem as jovens, ou seus pais, sempre em regiões pobres. Oferecem empregos com bons salários em lugares distantes, os pais topam e mandam as meninas, que invariavelmente vão parar em bordéis de moralidade questionável.

As meninas, todas de Narkatikyaganj, e entre 10 e 14 anos foram levadas para o Juizado de Menores (ou o equivalente indiano) e os dois homens estão presos. A ação toda levou menos de uma hora.

É muito fácil desprezarmos ferramentas como o Twitter, por causa da imensa quantidade de conteúdo tóxico, inútil ou apenas essencialmente estúpido, mas é importante percebermos que ele como toda ferramenta pode ser usado de forma construtiva.

26 meninas escaparam de um destino terrível apenas porque um sujeito não foi cínico o bastante para achar que o Twitter era uma bobagem, e — também importante — um estagiário burocrata teve a visão de agir diante de uma situação de risco potencial, em vez de carimbar seu cartão de ponto e apenas postar mensagens engraçadinhas no Twitter da empresa ferroviária.

É um raro caso onde podemos dizer, sem nenhum cinismo ou ironia, parabéns a todos os envolvidos.

Fonte: Hindustan Times.

relacionados


Comentários