InstantKon RF70 — pré-venda por US$ 849,00

Semana passada duas grandes marcas de fabricantes de câmeras anunciaram o fim de uma era em suas respectivas empresas. A Leica, empresa premium de fotografia situada na Alemanha, anunciou que a sua câmera Leica M7, produzida desde 2002, seria descontinuada. O equipamento era a única câmera, que utilizava filme fotográfico, que era produzida pela empresa. Da mesma forma, a Canon também descontinuou a sua EOS 1V, câmera profissional de filme que entrou no mercado em 2000 e que ainda era vendida pela empresa. Impossível brigar contra o avanço da tecnologia.

Porém, enquanto uns estão abandonando a fotografia analógica (tudo bem, sei que o termo é incorreto, mas serve ao entendimento), outros estão entrando de cabeça no negócio. O  MiNT, empresa que surgiu a poucos anos no mercado, se tornou especialista em produzir câmeras analógicas instantâneas. Pode parecer maluquice para a maioria das pessoas, mas existem indivíduos que ainda se divertem com fotografia analógica. E são essas pessoas que o MiNT está mirando.

Agora eles divulgaram a pré-venda e especificações de sua nova câmera, a Instantkon RF70. Na verdade, uma rangefinder que, segundo a tradição da empresa, possuí um design retrô que pode alegrar aos saudosistas, mas que não parece muito prático e confortável (tendo como base as fotos divulgadas do equipamento). Uma rangefinder é uma câmera equipada com um telêmetro , normalmente um telêmetro de imagem dividida, que é um mecanismo de foco que permite ao fotógrafo medir a distância do assunto e tirar fotografias com foco nítido.

A RF70 chega com uma lente fixa de 75mm com abertura de diafragma mínima de f/5,6 e máxima de f/22. A velocidade de obturador fica entre 1/2 e 1/500 com a presença do modo Bulb para longas exposições. A câmera utiliza o filme Instax Wide da Fuji. Do ponto de vista do design eu gostei muito da lente em formato de fole. Lembra muito as câmeras do começo do século XX, mas não é muito confortável na hora de fotografar. O tamanho da câmera é outra coisa que chama muito a atenção. Tudo bem que todas as imagens até agora liberadas do equipamento são dos protótipos que foram enviados para análise, mas não sei o quanto menor será a câmera finalizada. Vejam abaixo um desses testes.

O MiNT colocou em pré-venda 199 unidades. Embora existam pessoas que ainda comprem câmeras analógicas instantâneas, não é um negócio de larga escala. O legal é que todas as unidades da pré-venda foram comercializadas. E o valor? Se preparem meus amigos. Câmeras analógicas instantâneas são relativamente baratas, mas a RF70 está saindo pela bagatela de US$ 849,00. Sinceramente, é muita grana para pagar nesse tipo de equipamento. Existem outras opções bem mais em conta no mercado e mais confortáveis de serem manuseadas. Mas, gosto não se discute.

Relacionados: , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar