Home » Meio Bit » Microsoft » Microsoft teria comprado o GitHub por valor ainda não divulgado

Microsoft teria comprado o GitHub por valor ainda não divulgado

Segundo a Bloomberg, a Microsoft parece mesmo ter comprado o GitHub por um valor ainda não divulgado, e o negócio certamente vai deixar alguns desenvolvedores bem chateados.

37 semanas atrás

GitHub teria sido comprada pela Microsoft

Confirmando os rumores dos últimos dias, a Microsoft teria comprado a GitHub Inc. (de acordo com informações da Bloomberg), e vai passar a ser a dona do site de projetos de programação, para o desgosto de muitos desenvolvedores. O anúncio deve ser confirmado oficialmente pelas duas partes amanhã, e certamente será uma ótima notícia para a Microsoft, a gente só espera que eles mantenham o serviço funcionando de forma independente, sem qualquer complicação ou atritos para o lado dos devs.

A ser confirmada, esta compra vai sedimentar de vez a aproximação da Microsoft com a comunidade de código livre, algo que seria impensável muitos anos atrás, mas que hoje em dia é cada vez mais comum. Apesar da fama de ser avessa ao Open Source, a verdade é que a Microsoft tem feito muitas contribuições ao próprio GitHub (sua página no GitHub conta com milhares de repositórios), então a negociação não é nem um pouco surpreendente para quem tem acompanhado a trajetória da empresa sob o comando de Satya Nadella.

O valor ainda não divulgado, mas como a GitHub foi avaliada em US$ 2 bilhões em 2015, eu apostaria em pelo menos o dobro disto. Mesmo com o valor salgado, os motivos para a compra são grandes. O site conta com mais de 27 milhões de desenvolvedores ao redor do mundo, que criaram mais de 80 milhões de códigos. O site fez tanto sucesso entre os desenvolvedores, que acabou matando a plataforma de projetos de programação do rival GoogleEles também têm uma área voltada para empresas, a GitHub Enterprise, que é responsável por metade dos seus lucros anuais vendendo códigos, suporte e hospedagem para empresas, além de outro plano pago que deixam privados os códigos dos clientes.

Obviamente que muitos desenvolvedores já devem estar preparando o discurso de que se a Microsoft comprar o GitHub, irão pro GitLab ou outro concorrente, mas a verdade é que se a empresa de Redmond não se meter muito, o negócio pode sim ser benéfico para o GitHub (já sei que alguns descontentes podem me xingar nos comentários, mas é a vida). Claro que sempre existe o risco da Microsoft piorar o serviço comprado, como aconteceu com o Skype, mas torço para que não seja o caso. Na compra do Linkedin, por exemplo, a Microsoft parece não ter atrapalhado em nada o site.

Resta a Microsoft conquistar a confiança dos desenvolvedores desconfiados, os convencendo a não abandonarem o serviço, mostrando que não pretendem fazer mudanças radicais ou muito menos, mudar os termos de uso do site, algo que certamente seria um tremendo tiro no pé.

Recentemente o serviço comemorou seus primeiros 10 anos de vida, e aposto que na hora que assistiram este vídeo comemorativo, seus usuários nem imaginariam que a empresa seria vendida para a Microsoft alguns meses depois.

 

Atualização: para quem achou que fosse boato, a Microsoft confirmou a compra hoje (04/06) por US$ 7,5 bilhões. Sim, eu fui muito modesto na minha aposta! Leia também o depoimento do CEO e co-fundador do GitHub, Chris Wanstrath. 

Leia também aqui no MB:
O que a compra do GitHub pela Microsoft significa para a empresa e a comunidade Open Source

relacionados


Comentários