Home » Meio Bit » Internet » Telegram não é atualizado na App Store desde o banimento do app na Rússia

Telegram não é atualizado na App Store desde o banimento do app na Rússia

O fundador do Telegram, Pavel Durov não está nada satisfeito com a decisão da Apple de impedir globalmente as atualizações do aplicativo desde a metade do mês passado, quando o app foi banido da Rússia.

42 semanas atrás

O fundador e CEO do Telegram, Pavel Durov, declarou em seu canal que a Apple vetou todas as atualizações do Telegram desde que o governo da Rússia baniu o app do país no mês passado pela não entrega de chaves criptográficas dos seus usuários para o FSB, o serviço de segurança federal (o órgão legítimo herdeiro da KGB).

No dia do banimento, o Roskomnadzor, órgão controlador de telecomunicações da Rússia, deu um ultimato de um mês para a retirada do Telegram da App Store. Não está claro o que aconteceria depois deste prazo, mas especula-se que o governo Russo possa inclusive tirar a App Store local do ar.

Alguns acham que a Apple resolveu endurecer o jogo com o governo da Rússia com relação a exigência de tirar o app na App Store, mas Pavel Durov não é um deles. Vou deixar ele explicar o lado do Telegram em suas duras palavras, publicadas em seu canal no app:

"A Apple tem impedido o Telegram de atualizar seus aplicativos iOS globalmente desde que as autoridades Russas os ordenaram a remover o Telegram da App Store. A Rússia baniu o Telegram em seu território em Abril por termos nos recusado a entregar chaves criptográficas de todas as comunicações dos nossos usuários para agências de segurança Russas. Nós acreditamos termos feito a única coisa possível, preservar o direito de nossos usuários a privacidade em um país conturbado.

Infelizmente, a Apple não ficou do nosso lado. Apesar da Rússia representar apenas 7% dos usuários do Telegram, a Apple restringiu os updates de todos os usuários do Telegram desde a metade de Abril. Por conta disto, nós não pudemos cumprir totalmente com o GDPR para nossos usuários da União Europeia antes do prazo. Nós vamos continuar nossos esforços para resolver a situação."

Será que a Apple está decidida a peitar o governo Russo neste dilema? A privacidade dos seus clientes é algo que a Apple historicamente sempre prezou, mas eu diria que eles estão avaliando com calma a situação, e que este congelamento nos updates do Telegram na App Store seria um simples reflexo disto. Pode também ser simplesmente a regra padrão nestes casos. Segundo uma resposta a Durov de um tuiteiro que se identificou como desenvolvedor, nenhum iraniano consegue atualizar um aplicativo iOS desde o ano passado.

É uma situação ingrata, pois comprar briga com o governo Putin pode e deve trazer uma imensa dor de cabeça para o futuro da empresa no país, mas por outro lado retirar o Telegram da App Store russa é uma ameaça direta a liberdade individual dos usuários do iPhone na Rússia. O mercado de smartphones Russo é certamente bem atrativo para a Apple, com seus 82 milhões de smartphones, dos quais cerca de 28% rodam iOS (estimativa para este ano).

Mas será que as vendas do iPhone na Rússia podem ser abaladas por uma eventual retirada do Telegram da App Store? Não sei se chega a tanto, mas não existem dúvidas de que a luta pela liberdade do app conta com o apoio da população russa, como se viu no mês passado, quando uma grande passeata de protesto contra a proibição tomou as ruas de Moscou, usando como símbolo os aviões de papel característico do Telegram.

Multidão em Moscou lança aviões de papel ao ar em protesto contra a proibição do Telegram.

Foto: Tatyana Makeyeva (Reuters)

Como informou o Reuters, foram muitos os cartazes, slogans e gritos de protesto contra Wladimir Putin. O apoio popular não vai adiantar muito para reverter o banimento do app no país, mas tamanha mobilização mostra que o app é bem querido em seu país natal (apesar de ter sido criado na Rússia, a empresa teve que ir embora do país e hoje em dia funciona em Dubai).

Essa não foi a primeira vez que o Telegram foi banido de um país, isso já aconteceu no Irã, que há alguns anos atrás baniu todos os apps de mensagens que não armazenassem as mensagens dos usuários em território Iraniano (basicamente o foco era ferrar com o Telegram), mas mesmo assim, eles nunca se curvaram ao governo local, algo que diz muito sobre a integridade do aplicativo.

Fica aqui a minha torcida para que o Telegram vença essa queda de braço, por mais improvável que seja a vitória de um pequeno aplicativo sobre o governo do seu país, mas vencendo ou não, o Telegram só sai fortalecido globalmente com este confronto, já que reforça a todos os seus usuários que é um app totalmente seguro, feito por uma empresa que não está disposta a comprometer nada, mesmo que precise ser banida de um país (ou mais) por causa disto.

Como usuário frequente e entusiasta do Telegram, fica aqui a minha torcida pela liberdade do seu uso em qualquer país, e mais ainda para a Apple liberar os update do Telegram para os usuários do app no iOS ao redor do mundo.

Atualização: Pavel Durov declarou hoje em seu canal no Telegram que a Apple aceitou a atualização do app para iOS, então o problema está resolvido. 

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários