Veja as primeiras imagens de Disenchantment, nova série de Matt Groening para a Netflix

Agora vai: Disenchantment, a terceira série animada de Matt Groening já tem data de estreia e a Netflix enfim liberou as primeiras imagens da animação, que promete cair matando em cima do gênero medieval.

O processo de criação de Disenchantment já dura dois anos e meio, e somente em 2017 o criador d’Os Simpsons e Futurama assegurou um acordo de distribuição com o serviço de streaming preferido do público. Diferente de suas outras criações, a nova série não possui nenhum vínculo com a Fox (o que não chega a ser um problema no caso de Groening ou Seth MacFarlane; ambos possuem liberdade criativa porque dão dinheiro), dessa forma o produto está livre para chegar ao maior número de espectadores possível em todo o mundo, sem depender de emissoras que regulam a mixaria.

De acordo com Groening, a nova atração fala sobre “vida e morte, amor e sexo e como continuar a rir num mundo cheio de sofredores e idiotas, a despeito do que os sábios, magos e outros imbecis dizem a seu respeito”, dando a entender que ela será tão ácida quanto o esperado.

A história de Disenchantment se passa no reino medieval de Dreamland e o trio de protagonistas é formado pela princesa alcoólatra Bean (Abbi Jacobson, de Broad City), o elfo chamado apenas de Elfo (Nat Faxon, de Ben & Kate) e o demônio de estimação Luci (Eric Andre, de Don’t Trust the B—- in Apartment 23… aliás, ele lembra muito aquele outro Luci). Os três se unem em uma série de aventuras pelo mundo em que vivem e desnecessário dizer, terão que lidar com as situações mais absurdas possíveis.

O restante do elenco conta com vozes de comediantes famosos e parte do elenco de Simpsons e Futurama, como John DiMaggio, Billy West, Maurice LaMarche, Tress MacNeille, David Herman, Matt Berry, Jeny Batten, Rich Fulcher, Noel Fielding e Lucy Montgomery. Groening e seu velho parceiro Josh Weinstein são os produtores executivos da série.

Digamos assim: embora muitos reclamem que Os Simpsons caiu no “Mais do Mesmo” (também pudera, ela recentemente bateu o recorde de Gunsmoke e se tornou a série roteirizada de mais longa duração da TV) e as histórias já não sejam mais brilhantes, a liberdade criativa do tema espacial permitiu que Futurama fosse muito mais longe, abordando temas engraçados e sérios com irreverência e cinismo característicos de Groening. Até porque ninguém se recuperou do maldito episódio Jurassic Bark.

Com Disenchantment tendo como fundo o período medieval as possibilidades são imensas e claro, vão chover piadinhas e referências em cima de obras do gênero, desde as clássicas às atualmente populares como Game of Thrones, Vikings, Knightfall, The Last Kingdom e cia. limitada.

Todos os dez episódios da primeira temporada de Disenchantment estreiam na Netflix no dia 17 de agosto.

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar