Sim, o Falcon 9 que foi lançado é mais importante que o Falcon Heavy

dc8dwdgu0aevou4

Sim, eu amei o Tesla Roadster no espaço, foi uma imagem icônica, algo que trouxe o espaço para mais perto de nós e levou nossa realidade mundana ao espaço. Cimentou a vitória dos nerds.

Não mais o espaço é domínio de engenheiro sisudos de terno e gravata que não riem e são só serious business. A turma que vibra a cada lançamento e pouso como se fosse a primeira vez mostrou que não é só garganta, e de quebra ainda criou o melhor comercial de carro de todos os tempos. Só que esse lançamento não foi realmente importante pra SpaceX.

O Falcon Heavy é lindo, é o foguete mais poderoso da atualidade, mas ele por pouco não foi cancelado: não é necessário. Pelo mesmo motivo que não existem Falcons 2, 3, 5, etc. O BFR (Big Fucking Rocket) está bem adiantado, e deve começar a fazer os primeiros vôos suborbitais de testes no começo do ano que vem. A demanda para o Falcon Heavy é pequena e suprida por outras empresas. O que a SpaceX quer é o filé dos lançamentos de cargas razoavelmente pesadas, que é o grosso do mercado, e futuramente o lançamento de cargas que nem existem pois nenhum foguete consegue levá-las.

E esse é o ponto. A SpaceX é uma empresa comercial, ela já é a mais barata de todas mas para viabilizar o espaço comercialmente esse custo tem que baixar muito, e é o que Elon Musk pretende. O principal componente é o próprio foguete.

Imagine que você vai levar a patroa e o pimpolho pra passar férias na Disney. Chega na Vovó Estela, e descobre que o preço das passagens é de US$ 208 milhões, pois o Boeing 747 que vai te levar só carrega 3 passageiros e é jogado no mar depois do vôo.

Aquele pouso do primeiro estágio do Falcon 9, que achamos rotina, não é. Ninguém mais no planeta faz aquilo. A regra hoje é que o foguete é perdido após o lançamento. Só aquele estágio representa 60% do custo total, mas Elon Musk quer mais, muito mais.

Hoje um Falcon 9 leva alguns meses pra ser reformado para um novo lançamento, mas isso é proposital. A SpaceX estava aprendendo, descobrindo que componentes sofrem mais ou menos desgaste, como devem ser as inspeções de segurança e milhares de outros fatores.

Isso tudo foi compilado no que é o Falcon 8 9 Block 5, a versão final do foguete, com capacidade de ser reabastecido e decolar de novo em 24 horas.

Mais ainda: ele quer recuperar o segundo estágio e já está trabalhando para recuperar a carenagem, com um sistema de navegação e um parapente.

31070327_164427757566288_2666001116772171776_n

Só essa carenagem (ok, as duas partes) são 10% do custo do foguete. Elon Musk detalhou a tabelinha:

  • 1º estágio — 60% do custo;
  • 2º estágio — 20% do custo;
  • carenagem — 10% do custo;
  • o resto — 10% do custo.

O mais barato é combustível, entre US$ 300 mil e US$ 400 mil. O custo hoje de um lançamento com foguete usado é de US$ 50 milhões, se o cliente quiser foguete novo, US$ 62 milhões, mas a meta é reduzir o custo a algo entre US$ 5 milhões e US$ 6 milhões.

Agora eles vão se concentrar em construir entre 30 e 40 Falcons Block 5, para atender à projeção de 300 vôos nos próximos 5 anos, tempo suficiente pro BFR ser testado e homologado.

Em resumo, entre as mudanças que vieram com o Block 5 temos:

  • 8% de aumento de potência do primeiro estágio;
  • período de 24 h entre vôos do mesmo foguete;
  • novas pernas que não precisam ser substituídas;
  • X-Wings de navegação de titânio, as de alumínio esquentavam demais e ele se cansou de responder quando alguém perguntava que diabo é um Aluminum Falcon;
  • segundo estágio agora transmite dados durante a reentrada, serão usados para determinar a melhor forma de recuperar o bicho.

“O objetivo do BFR é permitir que qualquer um se mude para a Lua, Marte e eventualmente os planetas exteriores”

 

Elon Musk

Com o Falcon 9 Block 5, que voou com sucesso, a SpaceX deixa de ser uma empresa espacial comum e se torna algo que nunca existiu antes: uma empresa espacial com modelo de custos de uma empresa de transporte convencional. O futuro é da SpaceX, é só Elon Musk escolher direitinho sua tripulação.

planet_express_ship_by_radiognomeinvisible

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples