Home » Games » Indústria » Nintendo fala sobre as vendas do Switch e o futuro

Nintendo fala sobre as vendas do Switch e o futuro

Presidente da Nintendo diz que eles não estão preocupados em fazer com que a base instalada do Switch ultrapasse a do Wii, mas sim em continuar vendendo o híbrido pelo maior tempo possível.

1 ano atrás

Com o Switch já tendo ultrapassado bastante a base instalada do Wii U (o que não seria muito difícil de ser conquistado), o que muitas pessoas se perguntam agora é se o híbrido da Nintendo terá forças para vender mais do que o Wii. A tarefa evidentemente não é nada fácil, afinal aquele console teve mais de 101 milhões de unidades vendidas e ao participar de uma reunião com investidores (PDF), o presidente da companhia falou o que eles pensam sobre isso.

“A nossa companhia possui muita experiência em vender sistemas de jogos e nós incorporamos ativamente tudo o aprendemos, incluindo as nossas falhas, no planejamento,” explicou  Tatsumi Kimishima. “Mudanças nos fatores ambientais, incluindo as atividades de outras companhias, podem impactar o ciclo de vida do Nintendo Switch. A referência não é se o Nintendo Switch poderá passar as vendas totais do Wii, mas se nos adaptamos e respondemos às mudanças no mercado e continuamos nos esforçando para vender o Nintendo Switch pelo maior tempo possível.

Kimishima disse ainda que o segundo ano de vida é extremamente importante para um videogame, seja ele um console ou portátil e que o desafio deles será aproveitar esse período para levar o aparelho ao maior número possível de pessoas. O alvo da Nintendo neste caso são aqueles que nunca jogaram em uma plataforma da empresa (essas pessoas existem?) ou mesmo quem se afastou da companhia.

O que não sabemos ainda é como eles pretendem fazer isso, mas é de se imaginar que principalmente lançando jogos de peso e eventualmente oferecendo o o Switch por preços menores. Há ainda quem acredite que uma revisão do videogame possa aparecer, mas desconfio que ainda seja cedo para algo assim.

De qualquer forma, o pessoal da Nintendo deve estar trabalhando duro para manter o ritmo das vendas, afinal o Switch se tornou o console que mais vendeu nos Estados Unidos no primeiro ano e após atingir esse patamar, é muito provável que qualquer coisa abaixo disso não seja vem vista pelos investidores.

Por enquanto eu sigo por aqui resistindo à tentação de comprar um Switch, mas tenho que admitir que não se trata apenas de autocontrole. Recentemente até estive perto de pegar um, mas o preço dos jogos continua me afastando da plataforma e por se tratar da Nintendo, isso não deve mudar tão cedo.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários