A História de Felícia, o Furão Nuclear

dctsdp9waae1ozz

O Fermilab, uma das instituições científicas de referência mundial em energia atômica, começou sua história em 1967 como National Accelerator Laboratory, eram tempos pioneiros onde dávamos os primeiros passos explorando o desconhecido, o que custa caro. O acelerador de partículas principal do laboratório de Mesons do NAL era um projeto de (corrigidos) US$ 1,5 bilhão, e entre seus milhares de componentes havia 6 km de tubulações quer seriam mantidas em alto vácuo e serviriam de passagem para um feixe de partículas que os percorreriam mais de 30 mil vezes a cada segundo.

Esse tipo de tubulação não pode ter qualquer contaminante, resíduo ou sujeira, seriam incendiados com a energia do feixe de partículas, e estragaria o experimento. Antes da soldagem final era preciso garantir que tudo estivesse um brinco. Wally Pelczarski era o engenheiro responsável por projetar um equipamento que fizesse essa limpeza.

O equipamento foi batizado de Furão, mas Wally estava batendo cabeça tentando achar o desenho ideal, até que conversando com um engenheiro inglês, Robert Sheldon, ouviu uma sugestão óbvia e totalmente fora da caixa: não é melhor usar um furão de verdade?

sablekoda-1024x768

Furões são animais inteligentes, sociáveis, adoram companhia de humanos, são facilmente treináveis e o Eu Sou o Máximo é uma doninha, não um furão então não corre o risco de aparecer um macaco de bunda de fora na sua porta.

Uma rápida pesquisa mostrou que era possível usar um furão de verdade, e conseguiram em uma criação em Minnesota uma fêmea bem pequena chamada Felícia. Ela custou US$ 215,00. Bem menos que um robô.

screenshot-04_05_2018-16_22_20

Usando uma coleira para furões, Felícia aprendeu a percorrer os canos, coisa que furões adoram fazer, arrastando uma cordinha. Quando chegava do outro lado o barbante era preso a uma escova especial, e os engenheiros puxavam tudo de volta (menos a Felícia). Os canos eram limpos de toda a sujeira, inclusive os pêlos de furão.

No final o acelerador funcionou perfeitamente, contribuindo enormemente para o conhecimento científico, um trabalho que não poderia ter sido feito de forma tão fácil barata e eficiente se não fosse uma valente furona chamada Felícia.

 

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples