Estúdio pagou para influencers jogarem o Everspace (e se arrependeu)

Nos últimos anos uma das coisas que mais contribuiu para os estúdios independentes se destacarem foram os vídeos de gameplay publicados por Youtubers. A ajuda que esse pessoal deu para algumas desenvolvedoras sem dúvida deve ser elogiada, mas se tem uma coisa que não me agrada nessa “parceria”, é quando os Digital Influencers (sério, eu odeio esse termo) recebem para fazer isso.

Muitas vezes o resultado desse trabalho acaba não ficando natural e quem percebeu isso da pior maneira foi o pessoal da Rockfish Games. Criadores do excelente Everspace (e não, não recebi para elogiar o game), ele admitiram na conferência Reboot Develop que pagaram para cerca de 20 influenciadores falarem sobre o seu jogo, mas que desses, apenas uns cinco funcionaram como imaginavam.

O resto foi ok ou um desastre,” afirmou Michael Schade, cofundador do estúdio. “Os streamers eram bem mais caros. A transmissão mais cara pagamos 5.000 (euros) por hora e tivemos que o contratar por duas horas. Na verdade, a sua frase de abertura foi ‘Tive que parar de jogar Destiny 2 agora para fazer um streaming patrocinado de um jogo espacial e eu não gosto de jogos espaciais.’ E ele jogou como um completo idiota… Um maldito idiota.

Mas mesmo reconhecendo o problema, Schade jogou a culpa na agência que intermediou o negócio. Para ele, quando o estúdio escolhe a agência correta, tudo corre bem, mas o ideal é que os responsável pelo jogo deem uma olhada nos vídeos da pessoa que farão a transmissão para ver o quão bom ela é como jogadora. Isso porque segundo ele, se tem algo que pode ser prejudicial para um jogo, é um Youtuber com muitos seguidores que não consiga jogá-lo direito.

O interessante é que quando se trata dos streamers menores, o retorno obtido pela Rockfish Games foi bem melhor e outro ponto comentado por Michael Schade é que quando um vídeo negativo sobre o seu jogo se torna popular, a melhor coisa a fazer é não revidar, deixando que a própria comunidade se posicione.

Mas independentemente das reclamações de alguns “influencers” ou daqueles que jogaram o Everspace ao vivo apenas pela boa grana que receberam, o jogo conseguiu encontrar o seu público e graças ao boca-a-boca fez bastante sucesso. Para a Rockfish, fica a lição e a oportunidade de passar adiante a sua experiência.

Fonte: VG247.

Relacionados: , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar