Novo jogo dos criadores do LawBreakers já é alvo de críticas

E a situação não anda mesmo muito fácil para Cliff Bleszinski e sua equipe. Mas antes de falar sobre a polêmica em que o estúdio do criador do Gears of War se meteu, é importante voltar alguns dias no tempo.

Tudo começou quando a Boss Key Productions anunciou que devido a incapacidade do LawBreakers de conquistar um número significativo de jogadores, eles haviam optado por deixar o título de lado e se dedicar a um novo projeto. Eis que para a surpresa de muita gente, o jogo foi revelado ontem e hoje ele já estará disponível no Steam através do programa Early Access.

Com o nome de Radical Heights, o jogo será mais um a tentar seu espaço no mercado de battle royales e se considerarmos que a editora Nexon atribuiu parte da culpa (PDF) do fracasso do LawBreakers ao sucesso do PlayerUnknown’s Battlegrounds, a aposta não chega a ser uma grande surpresa.

No jogo gratuito da Boss Key encontraremos uma colorida direção artística baseada nos anos 80, com os jogadores participando de uma espécie de programa de TV onde o objetivo evidentemente será tentarmos sair vivos das batalhas. No meio do caminho poderemos coletar dinheiro espalhado pelo cenário, para assim podermos comprar itens cosméticos ou equipamentos que nos ajudarão nas próximas partidas.

Até aí tudo corria razoavelmente bem com o projeto, mas não demorou muito para que algumas pessoas ficassem preocupadas com um detalhe: por se tratar de um título free-to-play, não pareceu justo que aqueles que pagassem US$ 14,99 pelo Founder’s Pack do game recebessem 10% a mais de dinheiro durante as partidas e um valor inicial de $ 10.000 no dinheiro in-game.

Para aqueles que estavam criticando a ideia, ela poderia acabar transformando o Radical Heights em um pay-to-win e percebendo que as reclamações poderiam prejudicar a imagem do jogo (que vale lembrar, ainda nem havia sido lançado), a Boss Key Productions tratou de tomar uma atitude. Assim, o dinheiro bônus que seria dado deixou de existir e o acréscimo de 10% passará a ser dado apenas ao final das partidas.

Em sua defesa, o estúdio disse que todos iniciarão as partidas sem dinheiro e que embora seja possível visitarmos um caixa eletrônico para acessarmos a nossa conta onde estará guardado o que ganhamos anteriormente, isso nos deixará vulneráveis. Além disso, apesar do jogo permitir adquirirmos dinheiro virtual usando o real, ele só permitirá a compra de itens cosméticos.

O melhor então é esperarmos a liberação do Radical Heights para termos certeza de que não há motivos para nos preocuparmos. Mesmo assim, este é o tipo de polêmica no qual o pessoal da Boss Key certamente não gostaria de se ver envolvido. Mesmo porque, depois do fiasco que o LawBreakers acabou se mostrando, esse novo jogo precisa fazer algum sucesso.

Relacionados: , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar