nVidia encerra o suporte a sistemas operacionais de 32 bits

Não foi por falta de aviso: a nVidia vai cumprir o prometido e ao final do mês de abril, a companhia encerrará o suporte a sistemas operacionais baseados em 32 bits, com as novidades sendo liberadas apenas para quem faz uso das versões em 64 bits a partir do Release 390.

Não é novidade que hoje a porcentagem de usuários de sistemas 32 bits, ao menos Windows é irrisória: segundo dados do Steam Hardware Survey de março de 2018, apenas 0,2% dos usuários da plataforma da Valve rodam Windows XP de 32 bits e ninguém faz uso do Windows Vista, a versão do SO da Microsoft que desbravou a transição dos 32 para os 64 bits; a partir do Windows 7, a maior parte dos PCs ativos já eram 64 bits. Mesmo usuários Linux e FreeBSD possuem poucas máquinas tão antigas ativas, se observarmos apenas os finais e não os corporativos, onde devem haver casos de sistemas legados escondidos rodando versões bem antigas em hardwares para lá de defasados.

Porém, como é da nVidia que estamos falando os principais consumidores são gamers ou profissionais de áudio e vídeo, os que em tese contam com máquinas mais novas e dificilmente utilizam SOs de 32 bits. Ainda assim, se for o caso esses usuários terão atualizações de suporte ou adições de novos recursos, providas pelo software GeForce Experience garantidas até o 30 de abril. As revisões de segurança continuarão a ser liberadas mas também por pouco tempo, até 31 de janeiro de 2019. A partir de 1º de fevereiro tais usuários estarão à própria sorte.

A recomendação da nVidia é que os usuários atualizem seus sistemas operacionais para versões 64 bits, se quiserem continuar recebendo os updates de suporte e segurança de agora em diante. Ainda que tal mudança afete pouca gente, é preferível para a companhia deixar de dar suporte em uma arquitetura que dá ponto de audiência e focar seus esforços em outras frentes.

Fonte: nVidia.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar