Home » Games » Games para PC » De acordo com a Valve, o SteamOS ainda vive

De acordo com a Valve, o SteamOS ainda vive

Após Steam Machines perderem espaço na loja da Valve, empresa diz que continua apostando no SteamOS e que o seu sucesso poderá ser bom para todos.

1 ano e meio atrás

No início desta semana eu publiquei por aqui sobre a remoção de um link para as Steam Machines no site da loja da Valve e numa determinada parte do texto eu usei o caso para lamentar o insucesso do SteamOS, dando a entender que não havia muito futuro para a iniciativa da empresa. No entanto, parece que eu estava errado.

Após a história das máquinas baseadas no sistema operacional da Valve ter repercutido na imprensa, um funcionário usou o fórum Steam for Linux para fazer alguns esclarecimentos em relação ao SteamOS e de acordo com as suas palavras, eles ainda estão dedicados a fazer a coisa dar certo.

Embora seja verdade que as Steam Machines não estejam voando das prateleiras, as nossas razões para lutar por uma plataforma de jogos competitiva e aberta não mudaram significativamente,” afirmou Pierre-Loup A. Griffais. “Ainda estamos trabalhando duro para tornar o sistema operacional Linux um grande lugar para jogos e aplicativos e achamos que isso resultará numa melhor experiência para os desenvolvedores e consumidores, incluindo aqueles que não estão no Steam. Nós também temos outras iniciativas Linux na fila sobre as quais ainda não falamos; o SteamOS continuará sendo a nossa mídia para entregar essas melhorias aos nossos consumidores e achamos que eles acabarão se beneficiando do ecossistema Linux em geral.

Entre os planos da Valve para atingir este objetivo está o investimento na Vulkan, que além de estar disponível para Windows e Linux, recentemente passou a suportar MacOS e iOS. Com isso eles pretendem fazer com que os jogos rodem nela tão bem quanto em outras APIs.

Eu fiquei curioso para saber quais seriam essas outras iniciativas mencionadas por Griffais, mas no fim das contas, acho que o importante é a Valve continuar tentando convencer outras empresas a levar os seus jogos para o Linux. Outro ponto seria mostrar aos jogadores que o SteamOS é um sistema que merece uma chance, mas neste ponto acho que a empresa tem deixado a desejar. Eu pelo menos nunca tive vontade de usá-lo, mas isso pode ser porque estou satisfeito com o que o Windows 10 tem me entregado.

Talvez eu erre aqui novamente, mas por mais que o SteamOS melhore nos próximos anos, acho difícil ele perder essa imagem de ser um sistema de nicho, com apenas algumas pessoas o aproveitando. Ainda assim, acho muito bom saber que a Valve não o abandonou.

[com dica do Fernando Mota]

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários