Intel apresenta novos processadores Core i5, i7 e i9 de 8ª geração para laptops

A Intel anunciou nesta terça-feira (03) uma nova leva de processadores de 8ª geração (Coffee Lake), desta vez mirando nos laptops: os novos chips Core i5, Core i7 e principalmente o Core i9-8950HK prometem alta perfomance principalmente para notebooks gamers e corporativos de alto nível, diminuindo ainda mais a diferença de performance entre computadores móveis e desktops.

O destaque fica obviamente por conta do primeiro processador Core i9 lançado para laptops: o i9-8950HK pertence à família de chips de nomenclatura mais poderosa da Intel voltada a usuários finais (a linha Xeon foi desenvolvida tendo em vista workstations e servidores) e é um pequeno monstro com seis núcleos, 12 threads, clock base de 2,9 GHz com TurboBoost de até 4,8 GHz (e ainda com suporte total a overclock, desbloqueado de fábrica), TDP de 45 W (haja energia) e 12 MB de cache, suporta RAM DDR4 a 2.666 MHz em Dual-Channel e segundo a fabricante, chega a ser até 29% mais rápido que o i7-7820HK, processador de sétima geração (Kaby Lake) presente em alguns dos notebooks mais poderosos do mercado, como o Omen X da HP.

Em algumas tarefas profissionais, como edição de vídeos em 4K no Adobe Premiere Pro o i9-8950HK chega a ser 59% mais rápido do que o i7-7820HK; em games, a taxa de framerate chega a ser 41% maior (o game utilizado nos testes foi Total War: Warhammer II).

O preço sugerido do Core i9-8950HK é de US$ 599 e ele deverá ser encontrado em notebooks gamers de ponta, de marcas como ASUS ROG, MSI Titan, Acer Predator, Avell e Alienware, entre outros pelo alto custo. Os modelos mais “em conta”, direcionados a laptops gamers intermediários (Samsung Odyssey, Dell Inspiron Gaming, Acer Aspire Nitro 5, etc.) ou modelos corporativos de alta performance (Dell Latitude, entre outros) são os Core i7-8850H e Core-i7-8750H, ambos também com seis núcleos e 12 threads, mas com “apenas” 9 MB de cache.

O primeiro possui clock base de 2,6 GHz e TurboBoost de até 4,3 GHz, enquanto o segundo atinge respectivamente 2,2 GHz e 4,2 GHz, ambos com TDP também de 45 W mas o i7-8850W possui suporte à tecnologia Intel vPro (algo que nem o novo i9 possui) e é parcialmente desbloqueado de fábrica para overclock, enquanto que o i7-8750H não conta com nenhum dos dois recursos.

Por fim, a Intel introduziu os processadores Core i5-8400H e i5-8300H, ambos quad-core com oito threads, 8 MB de cache e clocks/TurboBoost de respectivamente 2,5 GHz e 4.2 GHz e 2,3 GHz e 4 GHz, para dispositivos mais modestos como modelos gamer de entrada e corporativos medianos. Os preços desses começam em US$ 249.

Para encerrar há as soluções para clientes de grande porte: o processador Intel Xeon E-2186M é basicamente o i9-8950HK para servidores, sem overclock mas com suporte ao Intel vPro, com as mesmas demais características; já o E-2176M possui clock e TurboBoost mais comedidos (2,7 GHz e 4,4 GHz respectivamente), de resto tudo igual.

A Intel faz questão de lembrar que todos os novos processadores, produzidos no padrão de litografia 14 nm++ são compatíveis com a tecnologia de memórias Optane.


Intel Newsroom — The Intel Core i9 Processor Arrives for Mobile

A Intel também apresentou quatro novos processadores Coffee Lake da família Ultra-Low Power, o i3-8109U, os i5-8259U e 8269U e o i7-8559U, com valores menores de clock, TurboBoost e menos cache disponível, para ultrabooks e notebooks mais modestos. Os computadores móveis equipados com todos esses novos processadores devem chegar ao mercado nos próximos meses.

Fonte: Intel.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar