Home » Games » Games para PC » Valve parece ter desistido das Steam Machines

Valve parece ter desistido das Steam Machines

Lembra das Steam Machines? Pois a Valve removeu do Steam o link que nos levava à página dessas máquinas e isso pode ser o último prego no caixão de uma iniciativa muito promissora, mas que nunca vingou.

1 ano atrás

Em setembro de 2013 a Valve deu início à aquela que prometia ser uma grande revolução na maneira como consumimos jogos no PC. Além do anúncio de um sistema operacional próprio, a empresa mostrou que não tinha medo de ousar e revelou ao mundo as Steam Machines, máquinas que viriam prontas para games e cuja intenção era levar os computadores para as salas de estar.

No papel tudo parecia fantástico, com as pessoas não precisando ficar presas ao Windows, tendo a opção de adquirir um PC por um preço mais acessível e continuando tendo acesso às muitas promoções do Steam. Porém, na prática o projeto nunca decolou e agora surge um forte indício de que a Valve teria o abandonado de vez.

Acontece que ao contrário do que existia até então, se visitarmos a loja virtual da empresa hoje não temos mais um link para as Steam Machines no menu, com a parte dedicada a hardware nos levando apenas às páginas do Steam Controller, do Steam Link e do HTC Vive. É verdade que o Steam ainda possui uma lista com algumas dessas máquinas, mas sem acesso pela página principal.

A decisão da Valve não chega a ser uma grande surpresa, afinal há muito tempo não ouvíamos falar das Steam Machines e os muitos problemas enfrentados por esses equipamentos ajudaram a fazer com que eles nunca engrenassem. Adiamentos, preços muito salgados e até problemas com jogos rodando no Linux, o que praticamente obrigou alguns equipamentos a virem com o Windows 10 instalados… Tudo isso fez com que a ideia não conquistassem um número considerável de usuários e remover o link para essas máquinas pode ter sido o último prego num caixão que lutava para não ser fechado.

Outro fator que pode ter contribuído para o fracasso das Steam Machines foi uma iniciativa da própria Valve, o Steam Link. Funcionando como uma ponte entre o PC e a televisão, esse aparelho é muito menor e mais muito mais barato do que as “caixas” que a empresa propôs, mas na sua essência sendo capaz de atingir o mesmo objetivo: permitir jogar na sala os nossos games para computador.

No fundo acho que pouquíssimas pessoas lamentarão essa (prematura?) morte das Steam Machines, mas o que acho realmente triste nessa história é perceber como o SteamOS naufragou junto. Eu sempre gostei da ideia de um sistema operacional alternativo, ainda mais um voltado para jogos. No entanto, como existe uma grande diferença entre aquilo que idealizamos e o que nos é entregue, sempre preferirei ter a melhor experiência possível e o sistema da Valve está longe de garantir isso.

O curioso é pensar que com isso vemos mais uma gigante fracassar na tentativa de lucrar com o mercado de consoles. Alguns poderão dizer que as Steam Machines e o SteamOS funcionavam basicamente como um PC disfarçado, mas ao tentar chegar na TV da sala, não há como negar que que a Valve queria roubar mercado da Sony, da Microsoft e da Nintendo.

Fonte: GamingOnLinux.

relacionados


Comentários