Não, isto não é um acidente.

sea-dart1

Primeiro de tudo, o Sully não foi piloto de combate (ou foi mas não estou com paciência de pesquisar). A imagem acima é proposital, fruto de uma estranha época em que a Marinha dos EUA tinha questionamentos sobre a viabilidade de colocar aviões em porta-aviões.

Logo após o fim da Segunda Guerra o vôo supersônico estava prestes a se tornar uma realidade, mas os caças exigiam pistas imensas. A solução foi fazer aviões subsônicos, mas eles perdiam em performance e quando seu porta-aviões chegasse perto do território inimigo ele decolaria com caças de verdade e dizimaria sua esquadrilha como pombos.

A solução? Uns doidos da Convair propuseram em 1948 uma solução totalmente fora da caixa: um caça supersônico… aquático. O Convair F2Y Sea Dart.

sea-dart-decolando

f2y_at_rest

Ele tinha um casco hermeticamente fechado e usava esquis em vez de um trem de pouso convencional. Em teoria ele poderia ser levado por porta-aviões, baixado na água quando fosse hora de voar, e depois recolhido. Outra idéia era reativar o conceito de submarino porta-aviões, que foi usado nas duas Grandes Guerras, mas muito pouco.

Foram construídos cinco protótipos. Um se perdeu em 1954 quando o piloto de testes excedeu a capacidade estrutural do avião e ele se desintegrou no ar. O que foi péssimo para a Convair, já que a Marinha havia encomendado 12 aviões antes mesmo de o primeiro protótipo voar.

Na prática a teoria de um caça hidroavião não funcionou muito bem, e cabeças mais sensatas começaram a ponderar o projeto. Depois de milhões gastos, claro.

Convenhamos: só quem nunca saiu do escritório acha que o alto mar é cooperativo assim, águas calmas e planas só existem em lagoas, lagos e assemelhados, e mesmo fazendo muito tempo que estudei geografia, eu ACHO que para haver um lago ou lagoa é preciso terra em volta, e aí é mais fácil construir uma pista de pouso de verdade.


jaglavaksoldier — Convair F2Y Sea Dart

O pessoal da manutenção também não gostou muito da idéia de ter que ligar com a corrosão, motores de alta performance e água salgada não costumam ser grandes amigos. E tem também o detalhe dos armamentos. Imagine a alegria quando chegou o memorando perguntando se o míssil teria problemas em ficar submerso no mar algumas horas por dia.

No final o Sea Dart voou pela primeira vez em 1953, foi aposentado em 1957 e terminou como mais um daqueles projetos da lista de gente com dinheiro demais e juízo de menos. Como aquela máquina de pão que você é doido pra comprar.

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples