Home » Meio Bit » Android e Linux » MWC 2018 — Vivo Apex, o smartphone-conceito com câmera selfie retrátil

MWC 2018 — Vivo Apex, o smartphone-conceito com câmera selfie retrátil

Vivo apresenta um novo conceito na MWC 2018: o Apex FullView possui câmera selfie retrátil e um grande leitor de digitais sob a tela, que ocupa cerca de 98% da frente do smartphone.

51 semanas atrás

A MWC 2018 não é apenas um evento para o lançamento de novos smartphones, mas também uma feira em que algumas companhias aproveitam a concentraçãode profissionais da área, operadoras e jornalistas para apresentar conceitos e ideias para os próximos anos.

No caso a chinesa Vivo, uma das empresas que saiu na frente em leitores biométricos sob o display está chamando bastante a atenção com o Apex FullView, um modelo com  uma curiosa solução para o design verdadeiramente sem bordas: utilizar uma câmera selfie retrátil.

A Vivo fez uso de um mecanismo bastante robusto e resistente, segundo o que o The Verge averiguou de modo a não oferecer algo frágil e que quebra facilmente. A câmera de 8 megapixels é ejetada em cerca de 0,8 segundo tão logo o comando para utiliza-la é disparado, e acondiciona-la na parte interna do smartphone resolveu o dilema do design borderless: da Apple à Samsung, passando por Sony e outras quem abraçou o modelo, que foi introduzido lá atrás pela Xiaomi não conseguiu fazer com que o display de fato ocupasse toda a área frontal, por conta principalmente da câmera e sensores de reconhecimento facial.

O design do Apex FullView acondiciona tanto o sensor de proximidade quanto o de luz ambiente sob a tela, e graças à tecnologia Screen SoundCasting a mesma age como um alto-falante, vibrando para propagar som (é a mesma tecnologia apresentada pela LG durante a CES 2018); dessa forma a totalidade da área frontal fica livre, com o display ocupando 98% da área. As bordas possuem 1,8 mm nas partes superior e laterais e 4,3 mm na parte inferior.

Outra curiosa decisão de design diz respeito ao leitor de impressões digitais, mais uma vez acondicionado sob a tela e embora a Vivo não confirme, é quase certo que ele também foi fornecido pela Synaptics: ele ocupa uma grande área do display OLED (a tecnologia não funciona com LCD), mais da metade para ser preciso e não apenas evita que o usuário fique mirando o local certo para posicionar o dedo, como suporta o uso de duas digitais para o bloqueio/desbloqueio de tela e autenticação em apps e operações. Ou seja, mais segurança.

Jornalistas presentes na MWC 2018 que testaram o Vivo Apex FullView atestam que todas as características implementadas no smartphone são plenamente funcionais, não apenas gimmicks e podem muito bem ser introduzidas em aparelhos comerciais futuros, da mesma forma de ocorreu com o protótipo apresentado em dezembro que foi lançado como o X20 Plus UD.


Vivo India – Vivo Concept Smartphone - Apex

O que nos leva à posição oficial da Vivo: a empresa não informa as especificações do Apex FullView, até porque ele é um conceito criado para demonstrar suas capacidades atuais e não deverá chegar ao mercado em sua atual configuração; o mais provável é que dois ou mais aparelhos incorporem características isoladas do que apenas um trazer tudo isso sob o capô, e desnecessário dizer os mesmo permanecerão como smartphones restritos ao mercado chinês.

Não que outras não irão copiar tais soluções, claro.

Fonte: Vivo.

relacionados


Comentários