MWC 2018 — Galaxy S9 e S9+, os novos smartphones premium da Samsung

Neste ano a Samsung trouxe munição pesada para a MWC 2018: diferente do ano passado, desta vez ela apresentou o Galaxy S9 e S9+, seus novos smartphones de ponta que embora não muito diferentes de seus antecessores, trazem novidades principalmente na câmera e software.

A Samsung não mexeu muito no design desta vez, até porque não havia muito o que melhorar. A mudança mais significativa foi finalmente ter posicionado o leitor de impressões digitais abaixo das câmeras, de forma a evitar os inúmeros problemas que surgiram ao tê-lo ficado na geração anterior e consequentemente no Galaxy Note8.

É importante salientar também que a Samsung preferiu diferenciar mais profundamente os modelos entre si, o Galaxy S9+ não é mais um S9 que comeu o cogumelo do Mario e sim um smartphone com características únicas.Isso foi feito de modo a diferenciar sensivelmente os modelos e não tornar a versão maior muito similar à menor. O Galaxy S9 possui um display Super AMOLED de de 5,8 polegadas com proporção 18,5:9 e resolução de 2960 x 1440 pixels (567 ppi), 4 GB de memória RAM, uma câmera principal e bateria de 3.000 mAh.

Já o Galaxy S9+ conta com display Super AMOLED de de 6,2 polegadas com proporção 18,5:9 e resolução de 2960 x 1440 pixels (531 ppi), 6 GB de RAM, conjunto principal de câmeras duplo e bateria de 3.500 mAh. Fora isso, ambos são basicamente iguais:

  • SoC proprietário Exynos 9810, octa-core com octa-core com quatro núcleos de 2,9 GHz, quatro de 1,9 GHz e GPU Mali-G72 ou Snapdragon 845 da Qualcomm, octa-core Kryo com quatro núcleos de 2,8 GHz, quatro de 1,8 GHz e GPU Adreno 630 (curiosamente a Samsung Brasil trará esta versão para cá ao invés do que faz todos os anos, que é lançar a versão com o Exynos por aqui);
  • 64, 128 ou 256 GB de armazenamento interno, expansível via cartão Micro-SD de até 400 GB;
  • câmera selfie de 8 MP com abertura f/1,7;
  • leitor de impressões digitais na parte traseira;
  • Bluetooth 5.0, BLE, A2DP, aptX, NFC, A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO;
  • alto-falante duplo AKG com tecnologia Dolby Atmos;
  • certificação IP68, conferindo proteção contra água e poeira;
  • conector USB Type-C 1.0 compatível com USB 3.1;
  • Android 8.0 Oreo.

A grande novidade no entanto é a câmera. A Samsung introduziu na parte traseira do S9 e S9+ um diafragma de abertura variável, que alterna entre f/2,4 e f/1,5 para uma melhor experiência na captura de fotos, dependendo da quantidade de luz disponível. Tal funcionalidade oferece melhores resultados em cenas à noite ou capturadas em ambientes internos, enquanto que para todas as outras situações a abertura menor é mais do que adequada.

O Galaxy S9 conta com apenas uma câmera, enquanto o S9+ receberá o reforço de uma segunda com abertura fixa f/2,4 e zoom óptico de 2x, permitindo que o aparelho maior possa fazer uso dos recursos de Foco Dinâmico introduzidos no Galaxy Note8: você poderá destacar um elemento e desfocar o fundo, similar aos efeitos de profundidade de campo presentes em câmeras profissionais, além de poderem filmar em 4K a 60 fps ou em 240 fps, para vídeos em câmera lenta.

A Samsung também imitou a Apple e lançou o que chama de “AR Emoji”, uma versão própria do Animoji em que utiliza Realidade Aumentada para animar emojis. A funcionalidade faz parte de um software mais refinado, baseado numa nova UI com um Bixby Vision mais esperto, com tradução em tempo real e um modo DeX ainda mais potente que dispensa teclado e mouse, ao utilizar o próprio smartphone para tais funções ao ser conectado a um monitor.


Samsung Galaxy S9 and S9+: Official Introduction

O Galaxy S9 tem preço sugerido de 849 e o Galaxy S9+, 939; ambos chegarão às lojas em mercados selecionados no dia 16 de março. Quanto ao Brasil, a apresentação oficial de ambos dispositivos deverá se dar no próximo mês e a venda iniciando pouco depois disso ou no início de abril; é certo que que ambos cheguem por valores mais elevados que a linha 2017, lançada por R$ 3.999,00 (S8) e R$ 4.399,00 (S8+).

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar