Espertão se aproveita de bug em corretora e tenta sacar US$ 20 trilhões em bitcoins de graça

bitcoin-2

O mercado de criptomoedas está completamente louco, temos desde o valor das moedas virtuais oscilando loucamente a espertinhos tentando se aproveitar da situação e lucrando de forma ilegal, seja usando malwares ou roubando carteiras; isso deixa muitos governos com o pé atrás e o japonês não é exceção, visto que está investigando a Tech Bureau, dona da corretora Zaif por questões de segurança e outros problemas.

E tendo isso em vista um bug recente ocorrido com a Zaif não ajuda em nada sua situação: no último dia 16 uma falha na corretora permitiu que usuários pudessem adquirir bitcoins pela módica quantia de zero ienes, dólares, reais ou coisa que o valha. Sim, por cerca de 20 minutos a plataforma ofereceu a criptomoeda de graça, sendo que hoje (22/11/2018) ela vale em torno de US$ 10 mil.

Sem muita surpresa, muitos espertinhos tentaram tirar proveito da situação e adquiriam vários bitcoins para vender posteriormente e fazerem pequenas fortunas, algo que a Zaif posteriormente corrigiu ao invalidar todas as transações mas pelo menos um cliente tentou morder mais do que podia: o indivíduo em questão adquiriu nada menos que ¥ 2.200 trilhões em bitcoins, o equivalente a US$ 20,5 trilhões ou R$ 67,03 trilhões.

Só para dar uma ideia:

  • o valor total de mercado do bitcoin gira hoje em torno de US$ 233 bilhões;
  • o CEO Da Amazon Jeff Bezos, hoje o homem mais rico do mundo possui uma fortuna avaliada em US$ 100 bilhões;
  • o PIB dos Estados Unidos foi estimado em US$ 18,6 trilhões em 2016.

O mais surpreendente na história é que o cliente tapado não só tentou adquirir uma quantidade totalmente absurda de bitcoins, que simplesmente não existe como prosseguiu com seu plano de vender as moedinhas, de forma a amealhar uma grana que sob todos os aspectos não é possível de ser reunida nem pelo país mais rico do planeta. Ainda que a Zaif de fato tenha invalidado todas as operações, a ação da pessoa em questão foi no nível Dr. Evil de planos malignos.

Essa não é a primeira presepada em que a Tech Bureau se mete: a crise da Coincheck, outra corretora de criptomoedas que virou o centro das atenções após um tremendo roubo de US$ 530 milhões em criptomoedas disparou todos os alarmes do governo japonês, que iniciaram uma extensa investigação em todas as companhias que operam o mercado no país, de modo a considerar uma regulação mais pesada de modo a proteger os interesses dos investidores.

A Zaif em si não emitiu nenhum comunicado sobre a presepada, mas recentemente lançou um comercial bonitinho promovendo seu negócio:


Zaif Channel — ビットコインするならZaif」〜ハピネス篇〜 (Long ver.)

Talvez o cliente dos US$ 20 trilhões tenha se inspirado nele…

Fonte: Reuters.

Relacionados: , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar