Home » Games » Facebook lança programa piloto para streaming de games, mirando no Twitch e YouTube Gaming

Facebook lança programa piloto para streaming de games, mirando no Twitch e YouTube Gaming

Facebook introduz programa para monetização de streaming de games, onde espectadores poderão patrocinar seus produtores de conteúdo favoritos; meta é focar em Oculus Rift e ter vídeos de qualidade para bater de frente com YouTube Gaming e Twitch.

2 anos atrás

facebook-live-league-of-legends-2

O Facebook continua em sua missão de abraçar o mundo com as pernas, fornecendo soluções e opções de criação e consumo de conteúdo de modo que o usuário não precise nunca sair de dentro da rede social. O crescimento do Facebook Live, criado para concorrer com o Periscope e sua expansão para o desktop permitiu que ele se tornasse uma opção ao Twitch e YouTube Gaming para o streaming de games, e agora é hora de investir a sério nisso.

Na última sexta-feira (26) Leo Olebe, diretor global de Parcerias de Games do Facebook anunciou o lançamento de um programa piloto específico para criadores de conteúdo voltados a streaming de games, com um regime que permita a monetização de forma semelhante ao YouTube e Twitch, ainda que a rede social não vá pagar nada para ninguém. A jogada, segundo o anúncio é incentivar meios para que os espectadores possam bancar seus streamears favoritos de uma forma mais orgânica, muito provavelmente integrando soluções próprias como seu sistema de pagamentos ou permitir a divulgação de programas de financiamento coletivo, coisa que o YouTube não curte.

O Facebook quer que o novo programa seja um concorrente de peso para YouTube e Twitch, tanto que o Live é organicamente compatível com softwares de transmissão como OBS, Xsplit e Wirecast, bem como é extremamente simples compartilhar tela e fazer uso da câmera. Só que por também oferecer produtos voltados para gamers, a rede social quer que um dos destaques seja o Oculus Rift, bem como conteúdos relacionados ao Instagram e à própria rede social.

Só que há um certo grau de exigência: o Facebook estabeleceu que o mínimo de resolução aceitável para que usuários se tornem aptos a participar do programa é de 1080p a 60 fps, diferente das transmissões normais do Live que suporta um mínimo de 720p a 30 fps. A intenção é oferecer uma plataforma sólida ainda em sua infância e isso posto, querem estabelecer uma qualidade mínima aceitável em todos os streamings que vier a compartilhar.

O Facebook pretende apresentar a plataforma e dar mais detalhes durante a PAX East, que será realizada em abril.

Fonte: Facebook.

relacionados


Comentários