Home » Microsoft » Skype enfim passa a criptografar as conversas de seus usuários

Skype enfim passa a criptografar as conversas de seus usuários

Demorou, mas o Skype enfim se rendeu à criptografia ponta a ponta; a princípio apenas Insiders poderão utilizar o recurso disponível para iOS, Android e desktop.

2 anos atrás

skype-encryption

De todos os mensageiros instantâneos mais populares, talvez o Skype ainda fosse o único que ainda não oferecia a opção de criptografar as conservas de seus usuários. Só que agora isso mudou: a Microsoft fechou  uma parceria com a Signal, a responsável pelo protocolo de segurança presente no WhatsApp, Facebook Messenger e Google Allo de modo a finalmente proteger as suas conversas.

As preocupações com a segurança das mensagens de texto, áudio e vídeo realizadas através do Skype não são recentes, ao longo dos anos a Microsoft alterou profundamente o software (não o bastante, visto que hoje existem concorrentes de peso) mas negligenciou a segurança das mensagens enquanto seus principais concorrentes, motivados principalmente por presepadas alheias ofereciam a opção da criptografia ponta a ponta, em que ninguém além deles detêm as chaves de segurança. Enquanto isso Redmond obrava e se locomovia, deixando os usuários à própria sorte. Mas pelo menos em um app descolado.

Agora a Microsoft, junto com a Signal vai resolver o maior problema do Skype: através de uma nova opção chamada “conversa privada”, os usuários poderão manter uma conversação em que mensagens de texto e áudio, bem com envio de arquivos serão totalmente protegidos até que o usuário decida interromper o uso seguro. A criptografia ponta a ponta é garantida apenas em um dispositivo por vez, elas ainda podem ser acessadas em outros mas não terão a opção de segurança implementada. A Microsoft informa que faz uso do protocolo Open Whisper Systems para garantir a segurança dos usuários.

Num primeiro momento apenas membros do programa Windows Insider poderão fazer uso da criptografia do Skype, que estará disponível nas versões para iOS, Android e desktop. Com o tempo não só os demais usuários terão acesso à novidade, como ela eventualmente chegará versões para Windows 10 e web.

Fonte: Signal.

relacionados


Comentários