Home » Meio Bit » Android e Linux » CES 2018 — LG deixará de lançar novos modelos de seus smartphones premium anualmente

CES 2018 — LG deixará de lançar novos modelos de seus smartphones premium anualmente

Após amargar prejuízos por 11 trimestres seguidos, LG decide mudar ciclo de atualização de smartphones premium; novos modelos só serão lançados “quando necessário”.

1 ano atrás

lg-v30-2

A LG tentou o máximo que podia, mas não só não consegue ter lucros satisfatórios no mercado mobile como seus smartphones de ponta, por melhores que sejam só dão prejuízo. Assim sendo, a companhia irá adotar uma nova estratégia para seus flagships e deixará de atualiza-los anualmente.

Ao longo dos anos a LG introduziu uma série de dispositivos móveis no mercado, ela é a segunda marca que todo mundo lembra quando o assunto é Android embora nem esteja no pódio (a Samsung lidera em vendas, a Huawei está em segundo e a Apple detém a medalha de bronze), principalmente pela qualidade de seus aparelhos de ponta: a linha G, embora tenha apresentado alguns problemas (como a modularidade feita na maneira errada no G5) deu um salto de qualidade com o G6, embora a decisão de utilizar um hardware de um ano de idade tenha pegado mal para a empresa.

Já a linha V, representada hoje pelo V30 implementou o que há de melhor no G6 com componentes mais atuais, possui uma performance excelente e bate de frente com os flagships da Samsung, mas mesmo assim tais aparelhos nunca pegaram tração. Pesa o fato de que a LG limitou o lançamento do seu smartphone super premium, a linha nunca deu as caras no Brasil e só em 2017 foi lançada nos Estados Unidos. Assim sendo, quem já está familiarizado com Apple e Samsung dificilmente migraria para o “número 3”, por melhores que os gadgets fossem

lg-g6-and-v30

Como resultado, a divisão móvel da LG amargou prejuízos por incríveis 11 trimestres seguidos e como seus aparelhos intermediários e de entrada conseguem ao menos manter as finanças em dia, a decisão foi fazer ajustes profundos nos produtos de ponta: durante uma coletiva de imprensa na CES 2018, o CEO da LG Jo Seong-jin anunciou que o ciclo de atualização de seus smartphones premium, tanto da linha G quanto da linha V deixará de ser anual, e novos modelos só serão introduzidos “quando necessário”. Tal decisão afetaria inclusive o anúncio do LG G7, que era esperado para a MWC 2017 mas acabe por ser lançado somente mais tarde, num evento próprio. Já o V40 pode nem dar as caras em 2018.

O executivo afirmou que a LG não mais lançará flagships todo ano “apenas porque nossos concorrentes o fazem”, e que a companhia planeja suprir as lacunas lançando variantes (provavelmente mais modestas) entre um modelo e outro. Até o momento os smartphones da linha G concorriam diretamente com a linha Galaxy S, enquanto o V era posicionado para disputar mercado com os da linha Galaxy Note; é possível que a LG intercale um modelo de uma linha e outra por ano, estendendo o prazo de atualização de cada um para dois anos mas claro, isso são apenas suposições.

Se observarmos apenas o cenário nacional, onde o LG G6 chegou custando o mesmo que o Galaxy S8, com um hardware já defasado e com atualizações pontuais, um maior prazo de atualização pode ser benéfico à companhia principalmente para observar o que seus concorrentes andam fazendo, analisar o que merece ser implementado e só então lançar um smartphone de ponta com características que realmente chamem a atenção, fugindo da mesmice e quem sabe, alavancando enfim as vendas de seus modelos premium. No fim, ela os consumidores podem sair ganhando nessa.

Fonte: The Korea Herald.

relacionados


Comentários