CES 2018 — Mirage Solo, o óculos de RV independente da Lenovo compatível com Daydream

A Lenovo é outra companhia que quer uma fatia do bolo da Realidade Virtual: nesta terça-feira (09) a companhia apresentou o Mirage Solo, seu óculos de RV que dispensa o uso de smartphones e é o primeiro do a fazer uso do Daydream, a plataforma do Google voltada para criação de conteúdos virtuais.

O Mirage Solo é um dispositivo voltado para uso completamente independente de dispositivos extras, sejam móveis ou estáticos como computadores. Ele conta com um SoC Snapdragon 835 da Qualcomm, octa-core Kryo com quatro núcleos de 2,45 GHz, quatro de 1,9 GHz e GPU Adreno 540, 4 GB de RAM, display de 5,5 polegadas com resolução Quad HD (534 ppi) com ângulo de visão de 110 graus e bateria de 4.000 mAh, porém não possui alto-falantes ou um headset integrado como o HTC Vive Pro (é possível ligar qualquer fone de ouvido à porta P2). Embora pese 640 g e a princípio passe a sensação de ser pesado, a Lenovo cuidou para que o design do óculos RV fosse confortável e o peso igualmente distribuído pela cabeça do usuário.

Por não depender de aparelhos externos ou mesmo smartphones acoplados o Mirage Solo é uma solução em si totalmente fechada, que ao ser compatível com o Daydream faz uso da tecnologia WorldSense que lhe permite total liberdade de movimentos para explorar o ambiente ao seu redor; acompanha o aparelho um controle sem fio com dois botões e um trackpad, que permitirá ao usuário navegar pelos menus e por contar com sensores de movimento, também poderá ser utilizado como o bom e velho Wiimote, fazendo as vezes de várias interfaces de interação dependendo do programa ou game executado.

A Lenovo pretende iniciar as vendas do Mirage Solo nos Estados Unidos a partir do segundo trimestre, por um preço de “até US$ 400”. Eu chutaria US$ 399.

A Lenovo aproveitou o ensejo para apresentar outro produto voltado à Realidade Virtual na forma da Mirage Camera, uma câmera de bolso com duas lentes olho-de-peixe de 13 megapixels capaz de capturar fotos e vídeos em 3D e conta com um ângulo de visão de 180 graus; segundo a fabricante ela é o primeiro produto comercial compatível com a tecnologia VR180 do Google. Ela pesa apenas 139 g e cabe no bolso, permite compartilhamento via Wi-Fi (a Lenovo diz que haverá também uma versão 4G/LTE) das imagens com o Google Fotos e streaming ao vivo com o YouTube e HMDs, Mirage Solo obviamente incluso.

A Mirage Camera pode ser facilmente pareada com smartphones através do companion app para iOS e Android, mas pode muito bem ser operada de forma independente; ela conta com 16 GB de armazenamento interno (expansível via Micro-SD) e botões físicos que permitem a seleção de modos entre foto, vídeo e streaming ao vivo, além de um disparador e uma rosca padrão de 1/4, para a fixação em tripés. Segundo a Lenovo a bateria, que é removível tem autonomia de duas horas e as fotos e vídeos poderão ser editados posteriormente em softwares que estão se familiarizando com o VR180, como o Adobe Premiere Pro.

A Lenovo pretende lançar a Mirage Camera junto com o Mirage Solo (ela está sendo posicionada como um dispositivo acessório ao HMD) e o preço deve ficar “abaixo de US$ 300”, o que muito provavelmente significa US$ 299. Vamos aguardar.

Fonte: Lenovo.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar