Home » Filmes e séries » CES 2018 — The Wall, a TV modular MicroLED de até 146 polegadas da Samsung

CES 2018 — The Wall, a TV modular MicroLED de até 146 polegadas da Samsung

A Samsung rouba a cena da CES 2018 com a The Wall: uma TV MicroLED de até 146 polegadas modular, mas que o consumidor poderá escolher o tamanho e proporção mais convenientes.

2 anos atrás

samsung-wall-001

A Samsung chamou bastante atenção para si na CES 2018, ao revelar um novo conceito de televisores: trata-se da The Wall, um aparelho de até 146 que faz uso da tecnologia MicroLED para entregar a melhor definição de imagem possível.

E o "até" faz sentido, já que esta TV é modular.

A Samsung já fez uso do MicroLED em sua Cinema Screen, agora a The Wall seria a versão voltada para o consumidor final anteriormente prometida. As principais caracterísiticas do painel estão no uso de LEDs microscópios capazes de emitir luz própria, com cada um respondendo por um pixel individual. Com isso, a The Wall conta com um contraste melhor que uma tela LCD, podendo reproduzir tons de preto com muito mais fidelidade e sendo bem mais eficiente energeticamente, por dispensar totalmente  o backlight; no que tange ao OLED (que a Samsung não usa nas TVs, preferindo o QLED), os LEDs possuem uma vida útil bem maior, oferecem menor tempo de resposta e são capazes de emitir muito mais brilho, chegando a até 2.000 nits.

No entanto o recurso mais interessante é o fato de que a The Wall é modular. A Samsung não informou as dimensões de cada módulo, mas ela pode chegar a um tamanho máximo de 146 polegadas com resolução 4K ou a 85 polegadas com 8K; com um design sem bordas, é possível fazer uso do aparelho sem as divisórias quando utilizamos monitores ou TVs comuns.

samsung-wall-002

Detalhe de um dos módulos da The Wall

Segundo o The Verge que observou a The Wall em funcionamento, de perto é possível ver as divisórias jogando uma luz forte sobre a tela, mas uma vez que ela esteja em ação reproduzindo conteúdo é impossível notar as linhas que separam um módulo de outro. A parte mais legal é que o consumidor pode adquirir quantos módulos desejar (ou puder pagar, convenhamos) e compor sua TV da forma que desejar: seja cobrindo uma parede, montando um monitor mais modesto ou adotando outras proporções além do 16:9, conforme sua necessidade ou preferência.

A Samsung informa que a The Wall faz uso da gama de cores DCI-P3 para o máximo de fidelidade, mas não mencionou nada a respeito de HDR ou de conexões (é provável que ela use o One Connect, o hub que já é empregado em alguns modelos QLED); ao mesmo tempo a empresa dá a entender que pretende oferecer o MicroLED como uma nova solução para reprodução de imagens, principalmente pela alta qualidade e redução de consumo. No entanto, é de se esperar que como toda nova tecnologia, no início a The Wall ou qualquer outra TV da Samsung com a tecnologia embarcada será MUITO cara.

De qualquer forma, embora a Samsung não tenha dado detalhes sobre preço ou disponibilidade, um porta-voz confirmou ao site Ars Technica que “modelos de diferentes tamanhos” deverão chegar ao mercado até o fim de 2018. É esperar para ver.

Fonte: Samsung Newsroom.

relacionados


Comentários