Home » Segurança » Seu Roomba agora vai analisar a qualidade do Wi-Fi da sua casa

Seu Roomba agora vai analisar a qualidade do Wi-Fi da sua casa

Os Roombas estão evoluindo: após aprenderem a mapear o ambiente interno, aspiradores inteligentes logo serão capazes de identificar os melhores e piores pontos de conexão Wi-Fi da sua casa.

2 anos e meio atrás

roomba

O Roomba é o robô pessoal que deu certo: o aspirador de pó automático é razoavelmente acessível, planeja rotas otimizadas de melhor força com menos esforço e em menos tempo, possui sensores que o fazem evitar evitar elevações, escadas e tapetes fofos demais, vai sozinho para a estação de energia quando a bateria está baixa acabando e é um brinquedo que gatos adoram, embora tenha alguns problemas com presentinhos.

Só que a fabricante iRobot, especificamente seu CEO Colin Angle não anda agradando muito seus clientes por um motivo simples: o executivo anda bastante inclinado a utilizar os Roombas como estações de coleta de dados dos usuários, especificamente do mapa interno das residências. Sob seu entendimento, como cada unidade precisa mapear o ambiente para trabalhar um Roomba mantém em seus sistemas detalhes apurados da residência em que mora, e que tais mapas seriam muito úteis se compartilhados com outros dispositivos da Internet das Coisas como termostatos, lâmpadas e câmeras inteligentes. Grandes companhias como a Apple, o Google e a Amazon (principalmente esta última, já que a Alexa é capaz de controlar alguns modelos) seriam grandes interessadas nesses dados, mas tudo esbarraria nas permissões que o usuário teria que fornecer.

Claro, a iRobot pode muito bem vender modelos futuros que só funcionam se o usuário aceitar os Termos de Serviço e entre eles, abrir mão da privacidade de seu lar mas divago.

roomba-wi-fi-map

De qualquer forma, cada Roomba hoje é perfeitamente capaz de mapear residências, logo o próximo passo é fazê-lo ser capaz de mapear sua rede Wi-Fi doméstica. Testes já estão sendo feitos em que os robozinhos estão sendo dotados de uma nova função, onde eles se conectam constantemente à rede e medem a intensidade do sinal nos diversos cômodos. O mapeamento da rede será lançado como uma atualização do app do Roomba até o fim do mês, e exibirá em que pontos da sua casa o sinal é mais forte ou mais fraco.

Assim como o mapa estrutural, o mapa de Wi-Fi também será armazenado localmente e poderia muito bem também ser coletado (leia-se vendido) para terceiros, mas novamente entra a questão das permissões do usuário. Angle chegou a se retratar posteriormente à polêmica anterior, dizendo que “a iRobot nunca venderá os dados dos usuários” mas ainda é cedo para afirmar com certeza, já que tais informações podem ser muito úteis para diversas companhias.

A iRobot irá iniciar um beta que introduzirá esta e outras novas funcionalidades nos Roombas no dia 23 de janeiro, a princípio apenas nos Estados Unidos.

Fonte: TechCrunch.

relacionados


Comentários