Grupo de fãs e engenheiros conseguiu salvar o Miiverse do amargo fim

O Miiverse foi a rede social da Nintendo, lançada em 2012 e que permitia ao jogadores do Wii U e do 3DS se comunicarem, participarem de enquetes online, organizar comunidades e interagir de formas específicas através de alguns games, além de trocar mensagens escritas à mão e desenhos. Claro, humanos sendo humanos e levando em conta a natureza do serviço é desnecessário dizer que muitos ali exageravam nas mensagens, lembrando que a casa do Mario sempre se identificou como uma empresa para toda a família.

Embora essencialmente o Miiverse representasse uma dor de cabeça, com mensagens controversas e desenhos que iam do sensual ao totalmente impróprio a maioria fazia um uso inteligente do serviço compartilhando artes sensacionais e conteúdos muito legais com outros jogadores. Por isso, quando a Nintendo anunciou o fim da rede social muitos lamentaram a perda irrevogável de todo aquele conteúdo. A posição oficial da Nintendo foi de que como o Switch possui sua própria rede e o Wii U não é mais fabricado, não faz sentido manter um serviço legado no ar; a empresa ainda permitiu que os usuários baixassem suas mensagens individualmente mas não ofereceu nenhum banco de dados para consulta posterior; o Miiverse foi fechado no dia 09 de novembro de 2017 e ponto final.

Só que um grupo de fãs e engenheiros de software decidiu fazer o que a Nintendo não quis, criar um banco de dados permanente com tudo o que foi compartilhado no Miiverse em seus cinco anos de existência.

O usuário do Teitter Drastic “MAGfest” Actions, desenvolvedor de games mobile e engenheiro de lançamentos da plataforma Xamarin anunciou nesta quarta-feira (03) o lançamento do site Archiverse, um compêndio completo que reúne todas as milhões de mensagens, respostas, desenhos, perfis de usuários e capturas de tela originalmente postados no Miiverse, disponíveis para consulta pública sem restrições. O banco de dados só foi possível graças ao esforço do Archive Team, um grupo independente de arquivistas, programadores, escritores e outros profissionais que se dedicam a preservar o conteúdo da internet por conta própria.

No caso do Archiverse, foram coletados mais de 17 TB de dados que foram organizados de modo que o site permite a busca de qualquer conteúdo através de filtros como nome de usuário, nome do game, quantidade de “Yeahs” e separar por apenas texto, apenas desenhos e por aí vai.

É uma excelente iniciativa, principalmente pelo fato de que apesar da Nintendo não ter dado muita bola, o Miiverse faz parte da memória dos usuários de suas plataformas e é um registro de um período de tempo, logo é injusto que a rede social seja fechada e seu conteúdo não possa mais ser consultado pelas pessoas. Agora, graças aos fãs é possível.

Fonte: Kotaku.

Relacionados: , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar