Home » Games » Miscelâneas » Lord British e o perdão a um jovem pirateiro

Lord British e o perdão a um jovem pirateiro

Décadas após ter cometido um pequeno deslize, jogador pede o perdão a Richard “Lord British” Garriott e o game designer responde de forma bem humorado e muito bacana.

47 semanas atrás

ultima-6

E já que estamos no natal, não custa nada aproveitarmos esta data especial para contarmos mais uma bela história (aqui e aqui) envolvendo gamers e pessoas ligadas a indústria.

Tudo começou quando há vários anos um garoto foi a uma locadora e saiu da loja com o Ultima VI: The False Prophet para computador. Após se divertir com o RPG por alguns dias, ele precisou devolver a cópia, mas não sem cometer um pequeno deslize. Confira o que Joshua Dudley publicou na sua conta no Twitter:

@RichardGarriott, você me perdoará por não ter pago o preço cheio pelo Ultima VI? Eu tinha 13 anos e minha mesada de US$ 3 por semana não me permitia ir tão longe.

Resumidamente, o que o moleque fez foi não desinstalar o jogo do seu computador, tendo conseguido continuar jogando sabe-se lá por quanto tempo sem ter precisado comprar o título. Lançado lá em 1990, vale citar que na época não tínhamos sistemas de DRM tão rígidos quanto hoje (e nem o termo pirataria).

Apesar de ter sido marcado na rede social, Richard “Lord British” Garriott poderia muito bem ter simplesmente ignorado o singelo pedido do rapaz, mas ele preferiu encarnar o personagem e respondeu da seguinte forma:

Lord Dudley. Estou profundamente emocionado, aprecio sua nota enviada a mim e o absolvo totalmente de qualquer dívida ou culpa! Suas gentis palavras são mais do que o suficiente. Espero que você tenha passado um tempo em Britannia. É uma boa terra, com pessoas maravilhosas. Junte-se a nós!

Tudo bem, após ter se passado tantos anos do ocorrido, o game designer teria que ser um tremendo babaca se resolvesse criar caso por causa disso. Mas ainda assim acho bacana o gamer ter contado sua história e Garriott ter levado tudo na brincadeira.

Eu até poderia sugerir que como forma de agradecimento o ideal seria fazermos um mutirão para comprar o Ultima VI lá no GOG, sendo que ainda levaríamos o quarto e o quinto capítulo da série como brinde. No entanto, como hoje a franquia pertence à Electronic Arts, desconfio que a sugestão não seria bem aceita.

Portanto, talvez o melhor seja mesmo indicar o Shroud of the Avatar: Forsaken Virtues, título desenvolvido por Richard Garriott e que é apontado como um sucessor espiritual do Ultima Online. Saiba apenas que ele ainda se encontra como em Acesso Antecipado e as avaliações não são das melhores.


Leia mais sobre: , , .


relacionados


Comentários