Home » Games » Microsoft » Produtor clama por uma continuação para o Crimson Skies

Produtor clama por uma continuação para o Crimson Skies

Se você sempre sonhou com uma continuação para o Crimson Skies: High Road to Revenge, saiba que não está sozinho. O problema é que talvez a Microsoft não esteja tão interessada em arriscar na criação de um novo jogo.

1 ano e meio atrás

crimson-skies

Gostar de videogames é estar sempre convivendo com surpresas e decepções. Por mais que tentemos saber o máximo possível sobre um jogo, e inevitável começar algo e rapidamente sermos fisgados por qualidades que não sabíamos que ele tinha ou ficarmos frustrados por ele não ser tudo o que esperávamos. Pois essa segunda opção aconteceu comigo em relação ao Crimson Skies: High Road to Revenge.

Presente em qualquer lista dos melhores jogos para o primeiro Xbox, sempre tive muita vontade de conhecer a criação da FASA Studio que misturava ação com jogo de aviões. Então, quando comprei o antigo aparelho da Microsoft este foi um dos primeiro títulos que resolvi pegar e com a expectativa lá no alto, a decepção foi bem grande. Não que o jogo seja horrível, mas talvez eu o tenha jogado muito tarde, talvez estivesse esperando algo mais frenético, mas a verdade é que nunca entendi muito bem o porque dele ser tão adorado.

Seja como for, existe muita gente por aí que sempre sonhou com um novo capítulo para a franquia e entre elas está Mitch Gitelman, que atuou como produtor executivo do High Road to Revenge e que durante uma entrevista praticamente suplicou para que a Gigante de Redmond corrija este equívoco.

High Road to Revenge merecia uma sequência. Aquela equipe merecia uma sequência. Na época a Microsoft decidiu, e Shane Kim especialmente decidiu, que cada estúdio deveria focar em apenas um jogo — e estávamos fazendo o Shadowrun e o Crimson Skies simultaneamente, e ainda trabalhávamos no MechAssault e outras coisas — e simplesmente acabaram com tudo.

A justificativa dada por Gitelman parece bastante plausível e se você está se perguntando porque um novo jogo não apareceu depois, mesmo nos futuros consoles da empresa, a explicação estaria nas baixas vendas que a franquia sempre registrou. O Crimson Skies: High Road to Revenge inegavelmente foi um jogo de nicho e como uma continuação provavelmente consumiria dezenas de milhões de dólares para ser feita, é natural que a Microsoft tenha deixado a série de lado.

Pensando naqueles que gostaram tanto do jogo, é uma pena que quase 15 anos já tenham se passado desde o seu lançamento e se serve de consolo, pelo menos hoje em dia podemos jogá-lo no Xbox One através da retrocompatibilidade do aparelho.


Lord Karnage — Classic Game Room - CRIMSON SKIES: HIGH ROAD TO REVENGE review for Xbox

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários