Home » Ciência » IA » Pornocalipse Now — sujeito integra técnicas e cria vídeo Pr0n fake da Gal Gadot

Pornocalipse Now — sujeito integra técnicas e cria vídeo Pr0n fake da Gal Gadot

O inevitável aconteceu. Um sujeito reuniu vários algoritmos e softwares open source de reconhecimento e manipulação de imagem, geração de modelos de redes neurais e inteligência artificial, e conseguiu transferir o rosto de atrizes famosas para vídeos pornográficos, e a primeira “contemplada” foi Gal Gadot.

1 ano e meio atrás

bpl9dlzj

Nos primórdios da internet (ok, antes dela) surgiram os fakes, imagens de mulheres em avançado estado de nudez e/ou em situações explícitas que desocupados photoshopavam rostos e cabeças de celebridades. Por muito tempo isso ficou restrito a imagens. Havia raríssimos GIFs onde gente mais desocupada ainda editava frame a frame um rosto tirado de outro vídeo, e conseguia um resultado… curioso.

Agora isso mudou. Um usuário do Reddit usou para o Mal um conhecimento que não deveria cair em mãos erradas, mas caiu. Com ajuda de sistemas de redes neurais e machine learning, ele criou um algoritmo para treinar uma rede neural, gerar um modelo e com isso mapear o rosto de uma pessoa na cabeça de outra. Em vídeo. Com direito a movimentação, expressões, fala e tudo mais que você pode fazer com a boca, se é que vocês me entendem.

 

O vídeo completo, de vários minutos não pode ser linkado aqui por motivos óbvios, mas mesmo sendo uma simples prova de conceito, já é impressionante, engana muita gente em uma olhada rápida, e engana 100% de todos os adolescentes repletos de hormônios.

O sujeito também postou vídeos com Emma Watson, Scarlett Johansson, Taylor Swift, Maise Williams e por algum motivo, Aubrey Plaza.

Para conseguir uma boa performance é preciso uma GPU decente, pelo menos uma GTX 1050, e a resolução por enquanto é baixa, e todo o procedimento é manual e complicado (só vou conseguir mexer nisso no fim de semana. FOR SCIENCE, claro). O que não quer dizer que será assim pra sempre.

O que acontecerá de forma inevitável é que alguém irá reunir todos os softwares necessários (é tudo open source) criar uma interface amigável e teremos uma invasão de vídeos fake, mais ou menos convincentes, que farão o Fappening parecer brincadeira de criança.

Isso é moralmente errado? Com certeza, mas desde quando moral impediu a internet de fazer alguma coisa? A caixa de pandora foi aberta, não dá mais pra recapturar tudo que fugiu dela, e esse pode não ser o apocalipse da Inteligência Artificial que o Elon Musk tanto teme, mas é um bom começo.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários