Home » Meio Bit » Android e Linux » O Lado Canalha do OpenSource

O Lado Canalha do OpenSource

9 anos atrás

Apesar da maioria dos freetards não tem capacidade para alcançar, nós no MeioBit não temos nenhuma prevenção contra OpenSource, ou mesmo seu braço armado, o Software Livre. Admiramos os bons projetos, somos usuários entusiasmados de várias soluções, como o Firefox, Apache e MySQL. O conceito de desenvolvimento colaborativo é uma idéia vencedora, tanto que está sendo adotado por todos os grandes players, vide Microsoft, Oracle, Novell (já faz tempo).

Entretanto há um Lado Negro, um grupelho que prega um "ninguém é de ninguém" que tira do desenvolvedor, do criador a ÚNICA coisa que nenhuma licença poderia tirar: A Autoria.

Quando fiz o popular vídeo "A Queda da UNIBAN", ingenuamente não poluí o vídeo com logos ou nomes. O resultado é que vários espertões o baixaram, subiram para suas contas do YouTube e ganharam visitas, sem nunca dar qualquer pista da real autoria. Contatei um deles, e o discurso do cidadão foi patético. Usou o termo "plataforma de informação colaborativa", para justificar seu roubo e sua ausência de referência ao autor.

No mundo OpenSource também existe esse tipo de parasita, que ofende qualquer um que já escreveu uma linha sequer de código e disponibilizou como GPL. Vejam este bando aqui:

Parece familiar? O nome do site é http://getchrome.eu e para todos os fins o produto é apresentado como... ChromeOS. Um monte de gente está baixando. O site é totalmente vazio de detalhes, mas na página de downloads vemos em letras minúsculas:

Chrome OS is not related to Google. Service provided by SUSE Studio. See the license.

Isso mesmo. Não tem NENHUMA relação com o Google. Estão usando o NOME e a LOGO do Chrome indevidamente. O que os picaretas fizeram foi roubar a propriedade intelectual do Google e empacotar, via SuseStudio, lançando como outro produto.

Isso é errado. Existe um motivo muito importante para você poder fazer o que quiser com o fonte do Firefox exceto mexer, compilar e chamar de Firefox: Da Mozilla é o furículo que está na reta. Se o sujeito tem uma experiência ruim com um Firefox compilado por 3os, a culpa será atribuída AO Firefox, queimando assim o filme do produto.

Ao utilizar o nome do Chrome os parasitas estão se aproveitando de uma tonelada de dinheiro E expertise que o Google colocou no projeto. Com isso corre o risco de uma publicação respeitável e idônea, digamos a PC World baixar uma cópia, testa, publica um artigo descascando, e aí? Quando Google gastará no Controle de Danos?

Esse tipo de atitude pirata e irresponsável é errada. É um desrespeito aos desenvolvedores, que Google ou não Google são o segredo por trás de qualquer projeto Open Source bem-sucedido.

Esperemos que o Google tire do ar essa besteira o mais rápido possível. Ainda mais por estarem hospedados -os caras de pau- no Google Sites.

Dica do Roniuj, baseado em um twitter do Adriano Lepper. E se você acha que ninguém da "cumunidade" seria mané o bastante pra cair nessa, veja este twit do Ubuntudicas

relacionados


Comentários