Home » Engenharia » Parece arte, mas é um pesadelo ciclístico

Parece arte, mas é um pesadelo ciclístico

Parece arte, é até bonito, mas visto de perto é um belo de um desperdício de recursos em escala industrial. Gerado pela mais nobre e boa das intenções (sendo idealista, claro, na prática foi gerado por ganância mesmo). Clique e descubra que diabo é isso.

2 anos atrás

2135

Em São Cristóvão, no Rio de Janeiro existe um lugar chamado Rua dos Lustres. Um belo dia um sujeito abriu uma loja de material de iluminação, e prosperou. Outro viu, pensou “ali é bom pra vender lustre” e montou uma loja ao lado. Logo todas as lojas dos bairros vizinhos migraram para lá. O resultado é um monte de lojas à beira da falência, vendendo com preço praticamente tabelado, pra não começar uma guerra de preços. É ruim para todos os envolvidos.

Essa mentalidade tacanha por incrível que pareça persiste na internet, vide a praga de apps de desconto tipo rato urbano barata urbana Sleestak urbano, o escambau. Praticamente TODOS faliram. A imagem acima é prova e consequência dessa mentalidade burra.

Uns anos atrás surgiu uma boa idéia: serviços desburocratizados de aluguel de bicicletas, onde você resolve tudo via app e paga pouco ou nada. Em países civilizados, onde não vivem roubando e depredando as bicicletas, o modelo funciona. Em Londres o Santander patrocina o serviço, são 11 mil bicicletas disponíveis.

2666

Xangai é uma cidade bem maior, três vezes maior. Imagina-se que um serviço semelhante teria 33 mil bicicletas, certo? Errado. Um monte de empresas começou a competir pelo serviço, As duas maiores conseguiram investimentos de US$ 1 bilhão CADA. O resultado é que há 1,5 milhão de bicicletas de aluguel em Xangai. Uma bicicleta para cada 16 habitantes, e nem descontamos os idosos, crianças de colo, adultos bem-sucedidos que andam de carro e gente que já tem bicicleta.

4711

Agora as empresas estão falindo, e as sobreviventes estão jogando fora as bicicletas em excesso, para tentar conter os custos. Nas fotos acima temos bicicletas das principais empresas de Xangai, Mobike, Ofo e da Bluegogo, que faliu um tempo atrás.

Para os investidores que colocaram rios de dinheiro achando que um raio cai duas vezes no mesmo lugar, parabéns. Para os que investiram achando que estavam salvando o mundo e agora acabaram com uma montanha de lixo, mais parabéns ainda.

Fonte: The Guardian.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários