Home » Games » Games para PC » Origin Access enfim é lançado no Brasil

Origin Access enfim é lançado no Brasil

Após uma longa espera, serviço de assinatura de games da EA para PC finalmente é disponibilizado no Brasil e por um preço bastante acessível.

1 ano e meio atrás

origin-access

Quando em janeiro do ano passado a EA anunciou o lançamento do seu serviço de assinatura de jogos para PC, o que muitos por aqui passaram a se perguntar foi quando o Origin Access chegaria ao Brasil. Demorou, alguns interessados até desistiram, mas a espera finalmente chegou ao fim.

Agora, todos aqueles que quiserem pagar uma taxa para ter acesso a diversos títulos disponíveis no serviço poderão fazer isso e o melhor de tudo é que o preço cobrado não é tão alto quanto muitos poderiam imaginar. Com opções de assinaturas trimestrais e anuais, a EA está pedindo R$ 47,90 e R$ 109,90, respectivamente (no Xbox One o serviço equivalente custa R$ 59/ano).

Quantos aos títulos que estarão disponíveis para os assinantes, o destaque sem dúvida é o Mass Effect: Andromeda, que acaba de ser adicionado ao serviço, mas também temos jogos relativamente recentes como o Battlefield 1, Titanfall 2, FIFA 17, Mirror's Edge Catalyst e Star Wars: Battlefront. Ao todo são mais de 65 games, com a lista completa podendo ser vista aqui e ela ainda traz jogos desenvolvidos por outras empresas, como o Orwell, The Banner Saga ou Torchlight II, mas é claro que o grosso são as produções da própria Electronic Arts.

Outras vantagens para quem fizer a assinatura são os 10% de desconto para todas as compras feitas no Origin, assim como o acesso antecipado a alguns lançamentos. Por exemplo, enquanto o Need for Speed Payback só estará disponível para o grande público no dia 10 de novembro, aqueles que forem assinantes do Origin Access poderão começar a jogar já no dia 2 do mês que vem.

No fim das contas, caberá a cada um decidir se vale ou não a pena assinar o Origin Access, principalmente porque a pessoa já pode ter boa parte dos títulos que a interessa, como é o meu caso. Outro fator a ser considerado é que a assinatura não poderá ser cancelada ou o valor pago reembolsado.

Só acho uma pena os sistemas de assinatura da EA para PC e Xbox One não serem unificados, mas se isso acabasse aumentando o preço cobrado por eles, então o melhor é que fique como está. Outro ponto a se lamentar é o PlayStation 4 continuar de fora, mas pelo o que se diz por aí a culpa não seria da editora, mas da Sony.

relacionados


Comentários