Home » Mobile » Nude, um app para proteger… seus nudes

Nude, um app para proteger… seus nudes

Não adianta tentar impedir, todo mundo manda nudes, e esses nudes vazam. Agora surgiu um app que promete, pretende evitar esse tipo de acontecimento. Principalmente, promete evitar que seus nudes fiquem passeando pelo telefone e aparecendo quando sua avó estiver vendo as fotos do aniversário do Cléverson Carlos. Funciona? Em teoria sim.

2 anos atrás

send-nudes

Sejamos realistas: todo mundo tem arquivos questionáveis no celular, e separar esses arquivos do conteúdo censura-livre às vezes é complicado. Ainda mais se alguém estiver vendo suas fotos e deslizar uma foto a mais do que o planejado.

Já foi mais explicado que não se deve mandar fotos de nus para desconhecidos, ou mesmo conhecidos. Não adianta, as pessoas vão continuar fazendo isso, então nada mais lógico do que tentar protegê-las.

O app Nude, por enquanto para iOS mas com versão Android em desenvolvimento faz exatamente isso. À primeira vista é mais um dos 4.598.750.934 cofres criptografados para você guardar documentos no celular, mas ele vai além disso.

nude

A diferença aqui é a automação. Nude usa um inteligência artificial e machine learning para aprender a identificar nus, sem que você os selecione manualmente. Esse sempre foi o calcanhar de aquiles desse tipo de software. Você esquece de mover uma foto pro arquivo e sua namorada passa a semana emburrada sem acreditar que você fez o vídeo para um concurso de ventriloquia peniana.

O Nude monitora continuamente o rolo de fotos do iPhone, e quando identifica uma imagem como porno-erótica, a move para o armazenamento seguro, além de apagá-la do backup online do iTunes.

O processamento é todo local, então não há risco de as imagens serem interceptadas ou armazenadas em algum servidor remoto.

O uso de um app assim teria evitado vazamentos como o Fappening, então já sabe: não repasse este post para nenhuma atriz de Hollywood.

O Nude é gratuito, com uma assinatura mensal de US$ 0,99.

Fonte: The Verge.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários