Home » Demais assuntos » BGS 2017 — primeiras impressões de Detroit: Become Human

BGS 2017 — primeiras impressões de Detroit: Become Human

Direto da BGS 2017 — testamos o demo de Detroit: Become Human, o próximo game de David Cage que conta uma história sobre androides se rebelando contra os humanos.

2 anos atrás

detroit-001

David Cage gosta de contar histórias. O conceituado desenvolvedor, responsável por clássicos como Omikron: The Nomad Soul, Fahrenheit/Indigo Prophecy e mais recentemente Heavy Rain e Beyond: Two Souls está trabalhando desde 2015 em uma nova aventura, o noir futurista Detroit: Become Human. Como seus títulos anteriores ele é focado exclusivamente na narrativa e no desenvolvimento de personagens, desta vez contando uma história de uma revolta dos androides contra os humanos.

Nós tivemos enfim acesso à demo do game durante a BGS 2017 e sinceramente, mesmo para os padrões elevados de qualidade da Quantic Dream o game impressiona.

A bem da verdade a demo não é nova, ele foi apresentado em primeira mão na BGS 2016 de forma bastante limitada, a portas fechadas e posteriormente foi levado a outros eventos onde os jogadores em diferentes lugares do mundo puderam testá-lo enfim. A Sony e a Quantic Dream desta vez o colocaram à disposição dos jogadores na feira mas ele é de longe a maior atração do estande, tanto que você só pode testá-lo se marcar hora através do app Experiência Playstation para iOS e Android. E acredite, conseguir uma vaga não é fácil.

A princípio Detroit: Become Human segue a fórmula de sucesso de Heavy Rain e Beyond: Two Souls de modo a oferecer um filme interativo, em vez de um título de ação mas o novo game é muito mais refinado. Cage já disse que com esse título ele pretende não só oferecer opções de escolha de caminhos para a história mas sim explorar o “Efeito Borboleta” ao máximo: toda e qualquer ação tomada pelo jogador trará consequências a todo o mundo, e a narrativa poderá seguir caminhos totalmente diferentes de um gameplay para outro.

Claro, depois da BioWare prometer o mesmo na série Mass Effect e amarrar as pontas mal e porcamente no terceiro título a gente fica com o pé atrás ao ouvir declarações do tipo, mas David Cage não é um desenvolvedor conhecido por blefar.

detroit-002

A história se centra na relação entre os humanos e os androides, este cada vez mais parecidos com seus mestres e que aos poucos começam a ter os mesmos desejos, inclusive o de identidade própria e liberdade. O game busca traçar um paralelo entre o que significa ser humano, ao questionar se os seres artificiais podem ter os mesmos direitos e as consequências que isso traz à sociedade. Detroit: Become Human possui três protagonistas, todos androides e a demo é focado em Connor, um negociador da polícia em uma situação bastante delicada. Ou outros são Kara, uma modelo recente que busca se adequar à sociedade e Markus, que inicia uma revolta dos androides contra os humanos.

Falando da demo em si: os gráficos e sons estão mais refinados do que nunca, a Quantic Dream melhorou ainda mais o que foi visto em Beyond e a jogabilidade é bem fluída. O jogador é posto em um cenário em que um androide fugiu do controle, matou seu mestre e fez uma criança de refém, passando a atirar em tudo o que entre em seu raio de ação e ameaçando se jogar da cobertura de um prédio com a criança. A missão de Connor é salvar a menina e trabalhar junto com a polícia, mas para isso é imperativo entender o que aconteceu para que o então pacífico androide tenha feito o que fez.

detroit-003

O cenário possui uma série de elementos a serem investigados, algo similar (mas bem mais apurado) com o Modo Detetive da série Batman: Arkham e a cada informação nova coletada, Connor tem mais opções de negociação com o androide errático e maiores são as chances de ter sucesso na missão. A parte da negociação também é importante para que o inimigo seja compelido a cooperar, logo escolher as opções no momento e forma certas é a chave. No fim, a demo possui três opções de conclusão para o cenário dependendo de quão bem você foi, desde o mais catastrófico ao mais aceitável.

Você pode observar um pouco da demo na apresentção abaixo, realizada durante a E3 2017:


PlayStation — Detroit: Become Human - PS4 Live Gameplay Demo | E3 2017

Detroit: Become Human tem lançamento previsto para 2018 e é um título exclusivo do PS4.

relacionados


Comentários