Ótimas novas sobre Constantine

batman-takes-out-constantine-with-one-punch-4

John Constantine É tipo o Linux. Suas raras tentativas de se popularizar não deram certo, é conhecido por uma pequena fração do público, um grupo pequeno mas entusiasmado e ele é muito bom no que faz. Ah sim, e ano que vem será o Ano Dele no Desktop.

Poderia ter sido diferente. Constantine virou filme antes da Marvel ensinar todo mundo como se faz filme de quadrinhos, o resultado foi uma coisa estranha onde pouco mais que o nome do personagem foi mantido, ele mudou de país, deixou de ser louro, virou o Neo e de canalha cínico e arrogante ele virou um Super Dean Winchester.

Com a moda de filmes de quadrinhos finalmente atingindo seu auge, tentaram levar Constantine para a TV, e foi um sucesso, assim como o Linux. Quem gosta do personagem adorou os 13 episódios, Matt Ryan É John Constantine. Infelizmente Constantine não é Lúcifer, e não tem tração pra segurar uma série em canal aberto. Bolas, nem a Supergirl teve.

Mesmo assim os boatos da morte de John Constantine foram um tanto exagerados, e ele ressuscitou para uma participação muito especial em Arrow. Sim, Marvel, a DC não tem medo de misturar magia no Universo dela.

constantine_wnamid7

Depois disso Matt Ryan reprisou o personagem (ok, a voz) no excelente Liga da Justiça Dark. Constantine também apareceu em Justice League Action mais de uma vez, e foi recém-confirmado que ele dará as caras na excelente farofa televisiva Legends of Tomorrow.

O canal CW, que claramente está armando uma volta do seriado do Constantine está adubando o solo, preparando o público. Está passando o seriado original e anunciou alguns meses atrás que estava preparando uma série animada. Agora saiu o poster e em seguida uma prévia. Eu diria que está bem interessante:


Warner Bros. TV — CONSTANTINE First Look New York Comic Con 2017 #WBNYCC

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar