Se não fosse a avó de Mike Morhaime, talvez a Blizzard nem tivesse existido

michael-morraine

Um jovem Mike Morhaime, quando a Silicon & Synapse mudou de nome para Chaos Studios.

É fácil olharmos hoje para uma gigante como a Blizzard e acharmos que foi sempre tudo assim, com os cofres cheios e todos apostando que qualquer projeto feito por eles dará certo. Porém, assim como acontece com quase todas as empresas, no início a desenvolvedora passou por algumas dificuldades e desconfiança e se não fosse por uma pessoa específica, pode ser que eles nunca tivessem se tornado tão grandes.

Quem falou sobre os primórdios do estúdio foi o CEO Mike Morhaime, que revelou a importantíssima ajuda que recebeu da sua avó lá em 1991, quando estava fundando o que viria a se tornar a Blizzard.

Allen [Adham] e eu investimos US$ 10 mil cada. Para obter a minha parte, pedi US$ 15 mil à minha avó. Ela não me cobrou juros, o que foi muito legal da sua parte. Antes de termos qualquer jogo, na verdade antes de fazermos qualquer coisa, aquilo basicamente abriu as portas e nos permitiu começar.

 

Meus avós sempre nos apoiaram muito. Ela não era uma jogadora, não jogava nossos games, mas sei que sempre teve muito orgulho de tudo o que fiz.

Morhaime então mostrou o papel abaixo, onde ele se comprometeu com sua avó a pagar uma parcela de US$ 100 todos os meses até quitar sua dívida. Hoje o “contrato” assinado por ele está guardado na Blizzard Vault, uma divisão da empresa cujo objetivo é encontrar e preservar objetos, artes e todo tipo de material relacionado à desenvolvedora.

mike-morhaime

Fundada em 1991 com o nome de Silicon & Synapse por Morhaime, Adham e Frank Pearce, três anos depois a empresa foi rebatizada como Chaos Studios e então como Blizzard Entertainment. Já em 1998 a Vivendi acabou adquirindo a companhia, acabando por fazer uma fusão com a Activision nove anos depois e embora na época muitos temessem pelo pior, felizmente ela continua respondendo como uma das desenvolvedoras mais admiradas do planeta.

Quanto a avó de Mike Morhaime, a senhora Mildred Miller, ela nem poderia imaginar que mesmo sem querer acabaria se tornando tão adorada por milhões de pessoas.

Fonte: PC Gamer.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar