Wonder Boy mostra que o Switch pode ser ótimo para os indies

wonder-boy-the-dragons-trap

E enquanto alguns estúdios menores tem sofrido para se destacar no 3DS, outros parecem ter encontrado no Switch um porto seguro, um videogame onde seus jogos podem ter um desempenho comercial superior ao visto em outras plataformas com bases instaladas bem maiores.

Um exemplo disso foi revelado pela Lizardcube, desenvolvedora que recentemente nos deu o excelente Wonder Boy: The Dragon’s Trap, aquele remake do título que foi lançado há quase 20 anos para o Master System. Segundo os responsáveis pelo estúdio, o desempenho no videogame da Nintendo foi tão bom que por lá as vendas superaram o registrados nas outras três plataformas juntas: PC, PlayStation 4 e Xbox One.

O mais interessante é que embora esse desempenho seja emblemático, não parece ser um caso isolado. De acordo com uma matéria publicada pelo site Gamasutra, várias empresas tem elogiado a Nintendo por ter feito do Switch uma plataforma bastante acessível aos indies. Veja por exemplo o caso da MixedBag, que mesmo tendo vendido mais cópias do seu Forma.8 no iOS, obteve um resultado melhor no Switch por esta versão ser vendida com um preço maior.

Outro fator defendido pelas companhias que tem trabalhado com o misto de console e portátil é a facilidade para adaptações. Para David Amador, da Upfallstudios, a BigN melhorou muito a maneira como os jogos são feitos se comparado com o que tínhamos com o Wii U ou o 3DS. O problema no entanto estaria na falta de uma segunda tela, mas o fato de podermos jogar na TV ou em qualquer lugar acaba compensando isso.

Já para o pessoal da AwesomeStudio, o fato de as versões da engine Unity para PC e para o Switch não serem a mesma é algo que tem os incomodado. Isso tem feito com que o Dimension Drive apresente alguns erros no videogame que não temos nos computadores. No entanto, o fato de terem se dedicado a otimizar o título para o Switch acabou beneficiando o PC, já que até as máquinas mais modestas agora conseguem rodar o jogo satisfatoriamente.

Além disso, no geral as empresas que tem trabalhado com a Nintendo elogiaram muito a maneira com a fabricante tem lhes tratado, seja na abordagem inicial para convencê-los de que seus jogos deveriam ser lançados para o Switch, seja oferecendo uma documentação detalhada para os desenvolvedores.

Com isso, pode até ser que o novo videogame da Nintendo acabe sofrendo com a falta de títulos de grande porte, mas em se tratando de indies, acho que o futuro está garantido.

Fonte: Engadget.

Relacionados: , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar