Pelo menos alguém foi surpreendido pelo Duke Nukem Forever

duke-nukem-forever

Apontado como um dos jogos mais aguardados de todos tempos e que passou por um dos mais longos processos de desenvolvimento da história, a verdade é que a chance do Duke Nukem Forever decepcionar era enorme. Então, quando ele finalmente chegou às lojas em 2011, o título também passou a ostentar a fama de um dos piores jogos já produzidos.

Como até hoje eu não tive coragem de iniciar sua campanha, mesmo tendo achado sua demo legalzinha, não posso dizer se tantas críticas são justificadas, mas o fato é que muito da frustração com o game se deve a expectativa que foi criada. Quem concorda com isso é Randy Pitchford, CEO da Gearbox Software, que revelou ter sido surpreendido pelo FPS.

Na verdade eu o adorei e não por achar que é o jogo mais fantástico de todos os tempos… O problema com o Duke é que ele era lendário, então para o mundo externo, a expectativa era a mais alta possível. Ele superou radicalmente minha expectativa. Então, é por isso que para os meus olhos estúpidos e subjetivos ele era fantástico. Mas para todos que esperavam o maior jogo de todos os tempos, foi um lixo.

Pode ser que tal comentário seja apenas a maneira que Pitchford encontrou para defender o trabalho feito pela sua equipe, que bem ou mal conseguiu concluir aquilo que o pessoal da 3D Realms vinha fazendo desde 1997 e era incapaz de terminar. Fico imaginando a bagunça que o Duke Nukem Forever devia ser quando eles adquiriram os direitos para trabalhar no game e por isso acho que o estúdio merece algum crédito.

Como a história está repleta de exemplos de obras que demoraram demais para serem concluídas e se tornaram uma grande decepção ao serem lançadas, de certa forma considero uma surpresa muitos fãs não terem se preparado para isso em relação ao DN4E. Depois de 15 anos em produção, acho que apenas um milagre faria com que o jogo não sofresse pancadas por todos os lados.

Contudo, o grande problema aí é a mancha que caiu sobre a marca e como lá se vão mais de seis anos desde o lançamento do Duke Nukem Forever, será que alguém um dia terá coragem de criar um novo jogo baseado na franquia?

Fonte: IGN.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar