Home » Games » Microsoft » Microsoft quer usar a nuvem para reduzir tamanho dos jogos de Xbox One X

Microsoft quer usar a nuvem para reduzir tamanho dos jogos de Xbox One X

Com o tamanho dos jogos ficando cada vez maior, a Microsoft está testando uma tecnologia que pretende usar a nuvem para diminuir a quantidade de arquivos necessários no HD para jogarmos em 4K no Xbox One X.

2 anos atrás

xbox-one-x

Alguns de vocês provavelmente lembrarão que antes do Xbox One ser lançado, executivos da Microsoft falavam que pretendiam utilizar o poder computacional da nuvem para nos entregar jogos mais interessantes. O tempo passou e o assunto foi deixado de lado, mas com o lançamento do Xbox One X se aproximando, a ideia de aproveitar o recurso voltou à tona.

No entanto, a ideia dessa vez é fazer com que os jogadores não sofram muito com o espaço que os jogos em 4K ocuparão no HD do novo console, numa tecnologia que a empresa batizou de Intelligent Delivery. Quem explicou um pouco do seu funcionamento foi Mike Ybarra, vice-presidente da divisão de games da Microsoft.

Do lado da plataforma estamos olhando para coisas como o que chamamos internamente de ‘Intelligent Delivery’. É basicamente uma maneira de reduzir o espaço que um jogo ocupa na sua unidade de armazenamento.

De acordo com o executivo, o game baixaria apenas os arquivos necessários para a área em que estivermos, com o resto permanecendo disponível nos servidores da empresa. De certa forma podemos comparar a solução a aquilo que os jogos por streaming nos oferecem, mas de uma maneira, podemos dizer… mais segura.

Digo isso porque apesar da ideia ser bastante interessante, é preciso levar em consideração a instabilidade das conexões. Então, se num streaming qualquer queda na internet interromperia imediatamente a partida, no caso do Intelligent Delivery imagino que pelo menos teríamos mais algum tempo até que o jogo precise de novos arquivos.

Ainda assim, uma coisa é ter um sistema como este funcionando redondo em um ambiente controlado, outra bem diferente é fazer com que ele seja viável mesmo para o sujeito que está lá nos cafundós do Judas. De qualquer forma, parece evidente que as empresas precisarão encontrar uma solução para títulos que passarão facilmente da barreira dos 100 GB.

Pois é, vocês queriam jogos com resoluções absurdas, não queriam? Agora que arquem com as consequências (ou torçam para a Microsoft obter sucesso com esse tal Intelligent Delivery).

Fonte: GameRadar.

relacionados


Comentários