Google Play Movies também está investindo em conteúdo original

rememory-peter-dinklage

Netflix, Amazon, Apple, Snapchat, Facebook e várias outras grandes companhias estão correndo atrás da produção de conteúdo original (Sony e Microsoft por sua vez jogaram a toalha), visto que o streaming se provou um modelo de negócios líquido e certo. A balcanização de conteúdo, embora seja um desagradável efeito colateral não impede cada produtora, estúdio, canal ou coisa que o valha tentar a sorte e oferecer produtos que você não encontra na concorrência.

Correndo por fora, de uma forma totalmente alheia a esse movimento estava o Google. Sua plataforma Google Play oferece uma série de produtos a seus usuários, sejam apps e games de Android, livros, revistas, notícias, músicas e claro, filmes. Só que o Play Movies funciona mais como uma Locadora oferecendo compra e locação de atrações, da mesma forma que o iTunes oferece. Só que a Apple, de uns tempos para cá percebeu que ter produtos exclusivos é uma boa ideia, embora ela ainda se foque em atrações voltadas à música.

Não que o Google já não invista em conteúdo em vídeo original, o YouTube está aí para provar mas agora a gigante decidiu que é possível dar um passo além, contando com filmes propriamente ditos em seu acervo. A primeira jogada do tipo se dará com Rememory, longa-metragem dirigido por Mark Palansky (Desventuras em Série) e estrelado por Peter Dinklage (Game of Thrones, X-Men: Dias de um Futuro Esquecido); a história envolve o mistério em torno da morte do inventor de uma tecnologia (Martin Donovan) que permite gravar e reproduzir memórias. Sam Bloom (Dinklage) decide investigar o caso e o que se segue é uma trama confusa e bizarra, que paira entre a realidade e a loucura.

O elenco conta ainda com Julia Ormond e Anton Yelchin, em uma de suas últimas atuações antes de sua trágica morte em 2016.


Trailers nosferahcorp — Rememory (2017) – Trailer Legendado

O Google Play Movies não é oficialmente listado no IMDb como tendo contribuído para a produção de Rememory, mas a plataforma conseguiu garantir um período de exclusividade (ao menos nos Estados Unidos) de duas semanas e vai disponibiliza-lo ao público no dia 24 de agosto; a estreia em salas selecionadas no entanto só se dará no dia 08 de setembro, para todos aqueles que não quiserem vê-lo em casa primeiro.

Pode-se encarar a iniciativa do Google como um laboratório: a disponibilização do filme de forma antecipada servirá para medir a receptividade de seu público a obras exclusivas e caso o resultado agrade, não deve demorar a vermos filmes e séries exclusivas dentro do Play Movies da mesma forma que Netflix e cia. já fazem. Falando francamente, até que demorou bastante para fazerem isso.

Relacionados: , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples