Home » Meio Bit » Android e Linux » Samsung está desenvolvendo alto-falante inteligente para seu assistente Bixby

Samsung está desenvolvendo alto-falante inteligente para seu assistente Bixby

Assistente Bixby vai ganhar um alto-falante para concorrer com Google Home e Amazon Echo, mas Samsung ainda tem problemas em fazê-lo funcionar de verdade.

2 anos atrás

Como esperado, a Samsung não ficou muito tempo quieta ao ver fabricantes concorrentes correndo atrás do mercado de alto-falantes inteligentes para a casa. Segundo informações do WSJ a fabricante sul-coreana trabalha há pelo menos um ano em uma solução própria, de codinome “Vega” que será integrada a seu assistente pessoal Bixby.

O grande desafio no entanto é fazê-lo aprender inglês, e esse não é nem o maior dos problemas.

A ideia da Samsung é não ficar ainda mais para trás na corrida dos alto-falantes inteligentes, que começou em 2014 quando a Amazon introduziu o Echo e sua assistente Alexa. Por dois anos a torre reinou sozinha no mercado, com nenhuma outra solução pronta disponível no mercado (a Apple adaptou a Apple TV para isso, através do app Home) e somente dois anos depois o mercado começou a reagir, com o Google introduzindo a Assistant e seu Google Home. Pouco tempo depois a Microsoft fechou uma parceria com a Harman Kardon e inseriu a Cortana no Invoke, enquanto o Echo evoluiu e ganhou uma tela.

A Apple corre por fora, preferindo promover o HomePod com um hub de entretenimento e caixa de som inteligente de alto valor agregado, concorrendo diretamente com a linha Sonos Play tanto em qualidade sonora quanto em preço, que é bem mais alto que os demais. Comparações diretas demonstraram que o som tanto das caixinhas da Sonos quanto o HomePod humilham os demais, mas por enquanto a Apple não deseja vendê-la como uma assistente para seu lar, mesmo que ela conte com a Siri.

Nisso temos a Samsung, que anda quebrando a cabeça com o Bixby. o recurso de voz Bixby Voice acaba de perder a data de lançamento, prometida para a primavera do hemisfério norte (já é verão por lá) e o problema não é apenas a incapacidade dos técnicos da empresa para fazê-lo aprender gramática e sintaxe em inglês: segundo informes do The Korea Herald o assistente carece de dados, a Samsung simplesmente subestimou o quanto de big data é necessário para fazer que um algoritmo do tipo seja verdadeiramente funcional e atenda a todas as solicitações dos usuários, enquanto precisa entender o que ele fala.

Em suma: além de só falar coreano o Bixby possui sérias deficiências em deep learning, ficando muito atrás de todos os seus adversários ou falando o português claro (que ele também não entende), a Samsung usou de pompa e circunstância para lançar uma funcionalidade incompleta e imprecisa, ainda mais atrelando-a a um botão exclusivo no Galaxy S8/S8+ que não pode ser remapeado.

Ainda assim a Samsung pretende correr atrás do prejuízo, e paralelamente ao desenvolvimento do Bixby estaria desenvolvendo o alto-falante inteligente que teria as mesmas funções do Google Home e Amazon Echo, com o assistente estendendo seu controle para outros dispositivos inteligentes de sua residência e atuando como um auxiliar, realizando buscas e realizando atividades. A Samsung também deseja levar o Bixby para outros produtos como TVs, automóveis e outros da Internet das Coisas.

Tudo o que ela precisa fazer antes de lançar tal produto é terminar o dever de casa, entregando um assistente que funcione de verdade.

Fontes: The Wall Street Journal e The Verge.

relacionados


Comentários