Home » Microsoft » Microsoft vai forçar todo mundo a manter o Windows 10 atualizado

Microsoft vai forçar todo mundo a manter o Windows 10 atualizado

Primeira build do Windows 10 liberada em 2015 deixará de receber atualizações de segurança em maio; Microsoft quer que usuários mantenham o sistema em dia.

3 anos atrás

Lembra quando a Microsoft forçou a atualização para o Windows 10, o que deixou inúmeros usuários finais e até mesmo clientes corporativos fulos da vida? Aquela estratégia, embora tenha dado muito certo pegou muito mal para a imagem da companhia, chegando ao ponto dela admitir que fez caquinha.

O pensamento da Microsoft é simples, ela quer que todo mundo esteja com o sistema operacional sempre em dia e atualizado de modo a unificar a plataforma (e a coletar dados, obviamente) e por causa disso, ela anunciou que aqueles que não utilizam as builds mais recentes do Windows 10 em breve não receberão mais atualizações críticas.

A última grande atualização do Windows 10, a Creators Update chegou na semana passada e introduziu uma série de novidades, principalmente de produtividade (como o Windows Ink, para criação em 3D) e segurança, passando também por entretenimento (o Game Mode) e outras firulas, como melhorias para a Cortana (embora em testes o Cardoso tenha reclamado que ela ficou um pouco mais burrinha, mas apenas em PT-BR). Por outro lado ainda há muita gente que utiliza versões anteriores da build do sistema operacional, visto que esses pacotes podem ser driblados sem maiores problemas.

O grande problema é que permitir ao usuário decidir quando ele migrará de uma build para outra não é vantagem para a Microsoft, mas por outro lado voltar a forçar o update desencadearia uma nova onda de reclamações e prejudicaria ainda mais a imagem do Windows 10. Isso posto Redmond decidiu resolver a pendenga de outra maneira: deixando de dar suporte às builds mais antigas.

A partir do dia 09 de maio a versão 1507, a original do Windows 10 lançada em julho de 2015 e que ainda é bastante utilizada deixará de receber atualizações de qualidade e até mesmo de segurança, segundo o comunicado da Microsoft. A companhia lembra que o sistema foi desenvolvido para funcionar como um serviço e não um produto, logo quem não se comprometer a mantê-lo razoavelmente em dia com os updates será deixado à própria sorte.

Nada foi dito sobre quando a Anniversary Update, a versão mais utilizada atualmente deixará de ser suportada mas se o fim da build original for uma dica, eu diria que ele será derrubado do telhado já em 2018 para manter um ciclo de no mínimo dois anos antes do fim.

Fonte: Microsoft.

relacionados


Comentários