Home » Engenharia » China usando reconhecimento facial pra controlar roubo de… papel higiênico.

China usando reconhecimento facial pra controlar roubo de… papel higiênico.

O Templo do Céu na China está com um problema bem mundano: estão gastando os tubos em… papel higiênico. A população da região resolveu que os banheiros públicos são fonte de papel e roubam toneladas de rolos. Agora o problema está sendo resolvido com sistemas de reconhecimento facial, que regulam a liberação papelística.

3 anos atrás

2284723596_e88a16a94a_b

A gente adora viralatar falando mal do brasileiro, mas a grande verdade é que gente pagando de esperto tem em todo lugar. Aposto que nem no Vaticano o armário de material de escritório fica aberto sem supervisão. Deve ter mais gente vigiando do que a porta da creche. 

Na China, então, não é diferente, mas dessa vez capricharam. O causo aconteceu no Templo do Céu, um complexo de templos xintoístas em Pequim. Alguém com paciência de monge resolveu conferir os livros e descobriu que estavam gastando uma baba em… papel higiênico.

Começaram a investigar, e descobriram isto:

stealing_toilet_paper4
stealing_toilet_paper5

O tiozinho da direita não saiu de um rodízio de feijoada, e dá pra perceber que ninguém é sem-teto. São todos moradores locais que descobriram que podem economizar uma grana malocando papel higiênico dos banheiros públicos do templo, em vez de comprar no mercado.

Como a solução da imagem de abertura, que fotografei em um boteco no Rio não funcionaria, os chineses apelaram para tecnologia:

toilet_paper_stealing2
toilet_paper_stealing5

O equipamento faz reconhecimento facial, mantendo um cadastro. O sujeito pode acionar a cada nove minutos e requisitar 60 cm de papel:

toilet_paper_stealing6

Não é uma fartura, mas é bem melhor do que a Sheryl Crow, que recomenda usar a técnica francesa (uma folha) ou os venezuelanos, que simplesmente não usam papel higiênico, por motivo de força maior.

No final podemos concluir que existe uma frase em chinês para “é por isso que não podemos ter coisas legais”.

Fonte: Neatorama.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários