Home » Games » Miscelâneas » Activision cria divisão dedicada a brinquedos

Activision cria divisão dedicada a brinquedos

Activision anuncia a criação da Consumer Products, divisão que ficará responsável por transformar várias franquias da empresa em brinquedos.

2 anos e meio atrás

Durante muitos anos vimos diversas empresas ligadas ao ramo do entretenimento se arriscando na indústria de games, mas aos poucos estamos começando a ver algumas traçando o caminho inverso. Uma delas é a Activision Blizzard.

Depois de buscar a diversificação de seus negócios lançando filmes e animações baseados em suas franquias, a gigante dos games tentará a sorte também com os brinquedos. Para isso eles criaram a Consumer Products, uma divisão que explorará as marcas da King, da Blizzard e da própria Activision.

De acordo com o CEO Bobby Kotick, o objetivo dessa nova divisão será aumentar o engajamento do público com as muitas franquias que eles possuem, além de entregar produtos com o mesmo nível de qualidade encontrado nos jogos que produzem.

Para isso a empresa contratou Tim Kilpin, que atuará como presidente e CEO. Com larga experiência no mercado de brinquedos, ele comandou por um bom tempo a Mattel, tendo trabalhado com produtos como Hot Wheels, Barbie e Monster High. Antes disso o executivo ainda havia passado pela Disney, quando cuidou de marcas como Disney Princess, Mickey Mouse e Pixar.

Por enquanto ainda não sabemos o que surgirá dessa nova faceta da Activision, mas com a empresa controlando franquias de peso como Overwatch, Destiny, Call of Duty e tantas outras, inspiração é o que não deverá faltar para aqueles que ficarem responsáveis por propor novas linhas de brinquedos.

Essa notícia me faz lembrar de uma crítica feita recentemente por um especialista da indústria de brinquedos em relação a maneira como a Microsoft não tem conseguido aproveitar o potencial da franquia Halo, erro que aparentemente o pessoal da Activision não está disposto a repetir. Ou seja, pode preparar o bolso, pois logo seremos tentados a adquirir mais uma porção de bonequinhos com a desculpa de que nossos filhos os adoram.

Fonte: Reuters.

relacionados


Comentários