Home » Hardware e periféricos » Chromebooks lançados a partir de 2017 serão compatíveis com apps Android

Chromebooks lançados a partir de 2017 serão compatíveis com apps Android

Comemore: todos os Chromebooks lançados a partir de agora serão compatíveis com toda a biblioteca de apps do Android assim que saírem da caixa, sem a necessidade de atualizações.

3 anos atrás

Demorou mas o Google está finalmente cumprindo uma antiga promessa: os Chromebooks Pro e Plus da Samsung, anunciados na CES 2016 são os primeiros plenamente compatíveis com a Play Store e por causa disso, executam todos os aplicativos lançados para Android sem o menor problema (como eles são híbridos e contam com acelerômetro e giroscópio, até games rodam).

O próximo passo é levar isso a todos os modelos da família, o que acontecerá a partir de agora: todos os novos lançamentos de Chromebooks, independente do fabricante serão capazes de rodar apps do robozinho assim que saírem da caixa, sem precisar de updates.

Uma das maiores reclamações acerca dos Chromebooks, além da percepção de que ainda são máquinas fracas e que funcionam apenas online (hoje uma afirmação bem distante da realidade) era a pouca oferta de aplicativos dedicados. A decisão do Google de separar o Chrome OS do Android e não permitir que os apps fossem intercambiáveis não foi das melhores, já que os usuários ficaram limitados a utilizar apenas a suíte de aplicativos do Google e um ou outro produto disponibilizado pelos desenvolvedores. A cobrança geral de fazer com que a Play Store e consequentemente os apps do Android se tornassem compatíveis tinha até mesmo motivos práticos: ninguém queria reescrever seus apps para mais um sistema.

O Google não tinha a intenção de sumir com o Chrome OS, fazendo o Android engoli-lo como muitos especulavam; ao invés disso Mountain View fez eles ficarem bastante parecidos, com o robozinho passando a fazer atualizações em segundo plano por exemplo. Já o Chrome OS receberia a loja do Android em sua totalidade, sem que nenhum app fosse deixado de fora.

Os Pro e Plus da Samsung serão os primeiros, mas o Google não está disposto a deixar que cada fabricante decida o que fazer: assim, a nova diretriz do Chrome OS diz que todos os futuros modelos, a partir deste ano sairão obrigatoriamente da caixa prontos para os apps do Android, sem a necessidade de updates. Segundo a empresa a medida vai beneficiar o consumidor, que vão ganhar mais opções de produtividade e entretenimento e tornará os Chromebooks mais competitivos, ao se tornarem computadores plenamente capazes de fazer qualquer atividade que um PC com Windows ou um Mac, guardadas as devidas proporções.

Essa medida visa também aumentar as vendas dos Chromebooks e estimular os fabricantes a continuarem investindo no formato, o que a médio prazo pode se refletir em mais modelos bons e acessíveis. O cenário ideal para quem quer uma estação móvel de trabalho sem gastar muito. No fim todos ganham.

Fonte: Chromium Project.

relacionados


Comentários