O Acidente de Teori Zavascki — Perguntas e Respostas

n65mv-private-beechcraft-c90-king-air_planespottersnet_273384

Às 13:01 do dia 19/1/2016 decolou do Campo de Marte, em SP um bimotor Beechcraft King Air C90GT, prefixo PR-SOM, levando o ministro do STF Teori Zavascki, Carlos Alberto Filgueiras, dono do avião, Osmar Rodrigues, piloto, Maíra Panas, massoterapeuta e Maria Hilda Panas, sua mãe. Quer dizer, a dela, não sua, não se assuste, sua mãe está bem, espero.

Meia-hora depois o avião não chegou até Paraty, seu destino. Caiu nas proximidades da Ilha Rasa, sem deixar sobreviventes.

Como é tradicional a internet já tem todas as respostas, há mais culpados e cúmplices das teorias conspiratórias do que espaço nos presídios para abrigar tanta gente, e órgãos como o CENIPA ou os SERIPAs são inúteis, para que passar um ano investigando algo que os xeroque rolmes de sofá já resolveram?

Vamos então a algumas questões que estão sendo ventiladas nas redes sociais.

1 — Esse avião não é perigoso?

Diz a Veja que ele é “considerado seguro”, no melhor estilo jornaleiro afirmando mas levantando dúvida. O King Air não é seguro, ele é maravilhoso, é um projeto que voou em 1963 e revolucionou a aviação de pequeno porte. Ele á uma Kombi com asas, manutenção barata, confiável, atualizável, mais versátil que um DC-3 e sem os custos de um DC-4.

novos-king-air-serao-equipados-com-cockpit-pro-line-fusion-flightmarket-2409000000

Não exatamente um teco-teco.

O King Air criou sozinho uma categoria e só agora está sendo defasado por jatos como os Phenom da Embraer. Ele pousa em qualquer lugar, leva sete passageiros e até dois tripulantes, mas se for usado na aviação geral, não precisa de tripulação completa.

2 — Ah mas então por que caiu se é tão seguro?

ohshit

São mais de 3.100 aviões fabricados desde 1963, voando em pistas precárias. A verdade é que merdas acontecem. Aviões batem carros caem, trens afundam, ônibus descarrilham. O Universo está à mercê de Murphy. Linda Maloney era uma aviadora da Marinha dos EUA, ela SEMPRE seguia o mesmo procedimento a cada vôo, checando paraquedas e rádio de emergência.

No único dia em que ela não chegou o rádio, por estar com pressa, o seu A6 sofreu uma pane hidráulica e Linda se tornou a primeira mulher a usar um assento ejetor, apenas para chegar na água e descobrir que as baterias do rádio de emergência tinham arriado. Spoiler: ela sobreviveu.

A única certeza sobre acidentes é que eles podem ser minimizados mas não eliminados.

Em 54 anos de operação, com mais de 3.100 aviões voando pelo mundo, o King Air registra 235 acidentes. 92 com ZERO vítimas.

3 — Como assim o aeroporto não tinha torre nem rádio?

vix

A primeira vez que visitei Vitória achei fofíssimo o aeroporto de brinquedo deles. Minha amiga capixaba ficou ofendidíssima, afinal o aeroporto recém-reformado tinha agora DOIS portões de embarque! Na verdade eu estava mal-acostumado. VIX é uma potência comparado com 99% dos aeroportos do mundo.

A imensa maioria não tem freeshop, não tem pão-de-queijo e R$ 11,00 e não tem… torre. Nem radar. O motivo é simples: dinheiro. Tráfego em aeroportos não-controlados, como são chamados é pequeno demais para justificar uma infraestrutura desse porte.

Um aeroporto pequeno não tem torre pelo mesmo motivo que sua casa não tem manobrista. E isso não é problema do mesmo jeito que não é problema você estacionar em casa ou na rua por conta própria. Há um monte de recomendações e procedimentos para esses aeroportos. Pilotos não são retardados, na verdade costumam ser bem espertos, sabem se virar.

4 — O Avião tem ou não caixa-preta?

il_fullxfull.403564681_gahb

A caixa-preta, que como ensinam nas faculdades de jornalismo temos que avisar que é laranja, é um equipamento que grava dados de vôo e/ou vozes da cabine/rádio durante um certo período de tempo. Sua função é auxiliar na investigação de acidentes aéreos, seria tão útil quanto aquelas câmeras de para-brisa que rendem tantos vídeos legais na internet.

Mas você se revoltaria se o governo decidisse que é obrigatório gastar R$ 1.000,00 em uma câmera, e ainda garantir que ela esteja funcionando, certo? De qualquer jeito se bater você assume o prejuízo, certo?

Com aviação é a mesma coisa. A legislação exige gravadores de voz/dados em aviação comercial, não na aviação geral. Um ônibus passa por muito mais inspeções do que seu carro. O avião em questão tem configuração para instalação de caixas-pretas, mas legalmente ele só precisa ter uma instalada se prestar serviços comerciais de transporte de passageiros.

Ah mas isso é errado todo mundo deveria instalar beleza, mostre a nota fiscal da câmera de R$ 1.000,00 que você botou no seu carro.

No caso não havia gravador de dados, mas de voz, o que já vai ajudar bastante.

5 — É muito estranho um avião cair assim, perto da pista…

crashchart

Não, não é. A maior parte dos acidentes acontece fora da fase de cruzeiro. São os momentos em que você tem menos duas coisas essenciais para um piloto: velocidade e ar embaixo de você. Sem espaço de manobra e energia pra isso, suas opções ficam limitadas.

6 — Não é estranho um avião cair assim, no aeroporto de Paraty?

Não, quando você voa com aviões pequenos em condições climáticas ruins, coisas ruins acontecem. Na verdade um King Air do mesmo modelo caiu no começo do ano passado em Paraty, sob as mesmas circunstâncias. Em 2013, outro acidente. 2012, outro C90.

7 — Então o aeroporto é perigoso, há um mini-Triângulo das Bermudas?

parati

Não. Primeiro, não existe Triângulo das Bermudas, é uma ficção criada para vender livro. Segundo, acontecem muitos acidentes próximos ao aeroporto pelo mesmo motivo de que o técnico da Xerox está sempre na empresa quando a copiadora está quebrada.

Não que Paraty, ou SDTK pros íntimos seja o aeroporto mais fácil do mundo.

doismorros

A aproximação final passa entre dois morros, uma curvinha meio chata de fazer, ainda mais com um avião pequeno e condições de visibilidade questionáveis. A pista de 800 metros não dá muita margem para erro, mas não é mais complicado do que subir a Serra das Araras, para dar um comparativo automobilístico.

8 — Mas não é muita coincidência um avião com um juiz da Lava-Jato cair?

O cérebro humano triunfou por sermos excelentes identificando padrões, o efeito colateral é que achamos que tudo está conectado. Se você tropeça em uma casca de banana debaixo da janela Bruxa do 71, você VAI achar que ela jogou a casca, e especificamente pra você, mesmo que ela brigue com todo mundo da vila.

É conveniente que um ministro do STF morra? Muito, o pessoal investigado secretamente está adorando, mas não é conveniente matar um ministro do STF, é o tipo de coisa que chama muita atenção e é investigada até não poder mais. Exige uma conspiração em um nível que não existe nem em países competentes.

Ontem um sujeito no Twitter disse ter “fortes evidências” de que Teori foi assassinado, mas quando pressionado revelou que as tais evidências eram… a conveniência de sua morte. Assim é difícil.

O fato de você ser “especial” não te torna imune a estatísticas. As chances de um juiz morrer em um acidente de avião não são diferentes da de qualquer um que viaje de avião. O fato de ser uma pessoa específica é o que dispara as teorias da conspiração, como se ele tivesse imunidade. Não tem.

Tsutomu Yamaguchi tinha 30 anos quando teve seu dia estragado pela bomba de Hiroshima. Sobreviveu, apenas para ser evacuado para… Nagasaki. Onde testemunhou sua segunda explosão nuclear. Tsutomu só morreu em 2010, tendo permanecido como uma anomalia estatística viva. A probabilidade não tem memória, não se importa se você já passou por um evento, para calcular as chances de passar por outro.

9 — Então não foi conspiração, atentado?

questions_web

Ninguém sabe. Esse é o ponto, no momento não há evidências apontando para isso. Conveniência não é evidência. É preciso usar um instrumento lógico criado por um sujeito chamado Guilherme de Ockham, algo tão útil que mesmo ele tendo nascido em 1287, ainda é perfeitamente válido.

O conceito é simples: entre duas hipóteses, aquela com menos suposições geralmente é a correta.

Digamos que você escute um barulho de noite, um bicho mexendo na sua lata de lixo. Você vai pensar que é o cachorro do vizinho ou que é um urso que estava sendo transportado para o zoológico, o carro bateu, ele fugiu da jaula e vagueou pela cidade até seu quintal?

A quantidade de fatos interligados necessários para a segunda hipótese é muito maior, ela é possível mas improvável, você ganha tempo se ligar para o vizinho e perguntar se o cachorro fugiu, ao invés de entrar na Internet e procurar tutoriais para aprender como caçar ursos.

Não temos NENHUMA informação ainda pois a investigação mal começou. Qualquer especulação por enquanto é pura especulação, mas com pesos diferentes. A lógica diz que a possibilidade de acidente é muito maior que sabotagem, abdução alienígena ou suicídio.

10 — Então a Hipótese de sabotagem não deve ser investigada?

0624_twa-reconstruction

Reconstrução do TWA-800, trabalho de investigação de gente grande.

Não. Hipóteses NÃO devem ser investigadas em acidentes. Você investiga FATOS, PROVAS, EVIDÊNCIAS. Você faz seu relatório com base nas informações colhidas, e então, só então formula hipóteses, testa, experimenta e chega a uma conclusão.

Investigar a sabotagem é começar uma investigação pela resposta e andar de trás pra frente procurando evidências que a comprovem. Ciência não se faz assim. Você deve, sim, estar aberto a todas as hipóteses, lembrando que alegações extraordinárias exigem provas extraordinárias. Gente no Twitter dizendo foi sabotagem não é prova.

11 — Mas e a tal foto que foi misteriosamente acessada?

c2oa3lnw8ae7zqi

Essa está fazendo a festa dos teóricos da conspiração. Aparentemente no dia 3 de janeiro uma foto do avião prefixo PR-SOM foi acessada 1.885 vezes, no site Jetphotos.net. Isso “prova” a teoria conspiratória.

Vejamos, acho que entendi. O Teori estava sendo seguido, espionado de perto por um número indeterminado de agentes inimigos. As Forças Ocultas descobrem de alguma forma o roteiro de férias do sujeito, e decidem sabotar o avião. Aí em vez de tirar uma foto com o celular eles procuram na internet um site gringo e acessam a foto quase duas mil vezes.

Para?

Ah mas ali tem os dados técnicos do avião

Não, seu idiota, não tem, é só uma foto. Quer dados técnicos? Aqui tem um manual. Em português. Não são informações exatamente secretas. Uma foto do avião faz tanto sentido quanto planejar assassinar o presidente dos EUA e entregar pro assassino uma foto da Casa Branca, “é aqui que ele mora”.

O mais provável (Navalha de Occam) é que em algum fórum de aviação, muito frequentado, um tópico sobre o avião tenha ficado momentaneamente popular, e houve um pico de acesso.

12 — Como o piloto não pediu ajuda pela rádio?

aviate-navigate-communicate

Simples. É uma regra básica de aviação. Em situações de emergência você deve:

1 — voar;

2 — navegar;

3 — comunicar.

Nessa ordem. Sua prioridade máxima é manter o avião sob controle. DEPOIS disso você recupera sua percepção situacional, descobre onde está, quais são suas opções para pouso, de acordo com autonomia, confiabilidade dos sistemas que ainda estão funcionando, e habilidade do piloto. Um pouso em um aeroporto desconhecido mais próximo pode não ser tão recomendado quanto esticar mais um pouco até onde você tem familiaridade.

otto

FEITO ISSO, então você pega o rádio e comunica sua situação pro Controle de Tráfego. Não há absolutamente NADA que o CTA possa fazer por um avião com problemas, NADA. Tudo é resolvido internamente, então não há motivo para aquela cena de filme do alerta apitando e o piloto “mayday! mayday!”

13 — Qual a melhor fanfic?

Até o momento a campeã é esta, fresquinha do Facebook (thanks, Xará).

Já me explicaram (thanks, Sr Atoz) que juridicamente isso não faz sentido. Nem pelo pequeno detalhe de o Lewandowski não estar em Brasília, mas que Habeas Corpus não se aplica para Justiça Militar, e de qualquer jeito não se prende ninguém por “desconfiança”.

Do ponto de vista técnico, como assim? O tal sargento sabia que o ministro estaria no avião, organizou sua escala para estar trabalhando no dia do vôo e ainda conseguiu ser o controlador designado?

Controladores têm acesso aos gravadores das conversas com as aeronaves, e é algo tão user friendly que você consegue apagar conversas específicas?

E que piloto é esse que perde a orientação mais próximo do solo? Se as condições estavam ruins assim ele sequer tentaria pousar. Isso, claro, partindo do princípio que Paraty tem controle de aproximação final, coisa que não tem mas é apenas um detalhe para o pessoal das fanfics.

Para saber mais:

Assista ao vídeo do Aviões e Músicas, a melhor prevenção contra teorias conspiratórias e afins.


Aviões e Músicas — SOBRE O ACIDENTE COM O AVIÃO DE TEORI ZAVASCKI

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples