Home » Engenharia » DARPA testando cabos submarinos temporários

DARPA testando cabos submarinos temporários

Puxar cabo é um trabalho ingrato, puxar cabo em tempo de guerra é pior ainda. Agora o DARPA inventou um jeito de puxar cabo de rede… no meio do oceano!

3 anos atrás

Na Segunda Guerra se você se deparasse com um cabo passando por entre as árvores em território inimigo, havia duas possibilidades: poderia cortar, e atrapalhar as comunicações do Fritz, ou seguir até achar o posto de comando e metralhar todo mundo.

Isso nem era incomum, rádios eram grandes e pesados, mais usados para comunicações de longa distância. Imensas redes telefônicas informais eram instaladas, operadas e reparadas em tempo de guerra. Mais adiante, no Vietnã e similares esse hábito se manteve. É péssimo para a saúde ficar transmitindo via rádio, só para o inimigo detectar, triangular e concentrar a artilharia em você.

Uma doutrina adotada tanto pela OTAN quanto pelo Pacto de Varsóvia era instalar transmissores e antenas a alguns km do posto de comando, puxar cabos e deixar que os generais se comunicassem com menos medo de um ataque oportunista.

Comunicações são essenciais, mas e usando o sistema de satélites não está disponível, ou está deficiente por causa de interferência? E se você estiver no mar, não dá pra puxar cabo no oceano, certo?

Errado. O DARPA trabalho em cima disso e criou um conceito genialmente simples, chamado de TUNA — Tactical Undersea Network Architecture. É mais ou menos isto:

Você puxa uma quantidade secreta de cabo, assim aeronaves e navios podem se comunicar sem usar transmissões de rádio potentes, permanecendo em virtual silêncio eletrônico, por estratégia ou para compensar falta de satélites.

O sistema TUNA são duas unidades semi-submersas ligadas por um cabo de fibra óptica de flutuabilidade neutra, assim ele não forma barriga e não aproxima as bóias. O cabo em si é este aqui:

O sistema é tão bem-pensado que a energia para alimentar os retransmissores vem das ondas do mar.


DARPAtv — Tactical Undersea Network Architecture (TUNA) - Phase 1 Completed

O TUNA é projetado para funcionar por 30 dias, ou até sofrer o mesmo destino do primeiro cabo atravessando o Canal da Mancha, que funcionou por algumas horas, se enroscou na rede de um pescador, que achou que era algum monstro marinho e cortou com um machado.

Fonte: DARPA.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários