Home » Robótica e IA » Miles Deep — editor de Pr0n usando Deep Learning e IA — sério!

Miles Deep — editor de Pr0n usando Deep Learning e IA — sério!

Acha que Deep Learning só serve para bobagens como criar carros autônomos? Há usos realmente nobres da tecnologia, como o script que um sujeito escreveu, que examina e classifica as cenas de filmes educativos, catalogando por ato sexual praticado.

3 anos atrás

terminator_endoskeleton_sex_9

Nos primórdios da Humanidade a única forma de um adolescente apreciar filmes educativos era pela televisão, então o jeito era assistir o Sala Especial na TVS às sextas-feiras, ou torcer pra TVE estar passando algum filme de índio com atrizes da Globo.

Mendigávamos peitinhos, esperando pacientemente por uma migalha de nudez. Com o advento do videocassete, a coisa ficou mais fácil, mas mesmo assim o dedo do botão FF chegava a cansar. Anos 80, a Era do Pornô com História. Hoje não, vai-se direto ao Ponto G.

Mesmo assim parece não ser suficiente: a geração mais nova quer pular as partes chatas mesmo que durem só alguns segundos, em um pr0n mediano. E vão às últimas consequências para isso, vide este cidadão que resolveu usar inteligência artificial e redes neurais para otimizar seu material educativo.

O resultado foi um script que utiliza a base de dados NSFW do Yahoo para treinar uma rede neural e ensiná-la a reconhecer atos sexuais em vídeo.

O script separa e classifica cada cena, identificando com mais de 95% de precisão os seguintes atos:

  1. blowjob_handjob
  2. cunnilingus
  3. other
  4. sex_back
  5. sex_front
  6. titfuck

O projeto usa como base o framework de Deep Learning CAFFE, a base NSFW do Yahoo e roda em CPUs e/ou GPUs. O uso é tão simples quanto digitar:

miles-deep -x movie.avi

Isso removerá todas as cenas de enrolação e produzirá um arquivo de nome movie.cut.avi só com o que interessa.

Se você comandar:

miles-deep  -t titfuck -o /cut_movies movie.mkv

Ele irá criar um arquivo de vídeo só com as cenas de cubana (que é como chamam espanhola na Espanha) do filme. É possível processar arquivos em lote, criando compilações.

Sacanagens à parte, o site do projeto no GitHub é um ponto de partida excelente para quem quer aprender a mexer com Deep Learning. Pense em como isso agiliza a revisão de imagens de câmeras de segurança, por exemplo.

O script roda em Linux mas não é muito complicado adaptar para Windows, afinal Python é Python.

Fonte: Reddit.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários