Home » Engenharia » Revelada a maior ameaça aos drones: águias

Revelada a maior ameaça aos drones: águias

Uma mina de ouro na Austrália tem um problema sério: seus drones, usados em medições topográficas, estão sendo impiedosamente atacados e destruídos. Não por ecochatos, mas por algo bem mais cruel: águias gigantes.

3 anos atrás

aguia

Lendo assim fica estranho mesmo, parece overkill, mesmo um Reaper ou um Global Hawk não são páreo para o Águia de Fogo, deve ser preciso bem menos que isso para derrubar um drone. Percebi então que não estavam falando do melhor helicóptero de ataque de todos os tempos.

O problema está acontecendo na Austrália, na região de Kambalda, e está afetando as operações da Gold Fields, uma mineradora da África do Sul. Eles usam drones para medições geológicas e cartográficas, mas as donas do céu não estão gostando desses intrusos.

E por donas do céu eu me refiro a este bicho aqui.

9293501_orig

É uma Aquila audax, a maior águia da Austrália, extremamente territorial, mal-humorada e com mais de 2 metros de envergadura. Elas começaram a notar uns intrusos, e não quiseram saber que os drones UX5 são inofensivos e fofinhos, veja um:

1519688_342552125885542_1911652419_o

As águias começaram a atacar os drones, e os responsáveis estão desesperados, mas não o bastante para contatar um biólogo, então fizeram algo que definitivamente não vai dar certo: “camuflaram” um drone como… uma ave.

8033668-3x2-700x467

Óbvio que as águias gostaram menos ainda, e como resultado a frota de drones da mineradora foi reduzida a dois. Nada menos que NOVE foram atacados e destruídos, sendo que cada drone custa US$ 10 mil e leva uma câmera de US$ 10 mil.

Como as águias são protegidas está fora de cogitação colocar caçadores para proteger os drones. Nesse tipo de situação o normal é usar inimigos naturais para espantar os animais incômodos, mas quando o animal em questão é um predador alfa, fica-se sem opções, a não ser que clonem um pterodáctilo.

Ou podem aproveitar que a Nova Zelândia é ali perto, e pedir pro Gandalf bater um papo com as águias.

De qualquer jeito, ninguém vai perder o sono por causa dos quase US$ 200 mil perdidos. É uma mina de ouro, e a única mina de ouro que não rende toneladas de dinheiro é a dos programas do Discovery/History.

Fonte: ABC.

 

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários