Home » Games » Games para PC » Espírito Hacker nível Over 9000: DOOM na Touch Bar do MacBook Pro

Espírito Hacker nível Over 9000: DOOM na Touch Bar do MacBook Pro

Programador dá um jeito de rodar nada menos que o DOOM original na Touch Bar do novo MacBook Pro. E a Apple não permite isso…

4 anos atrás

doom-macbook-pro-touch-bar

DOOM é um game eterno. Não só é divertido a beça, como é tão, mas TÃO leve que ele basicamente roda em qualquer coisa que você imaginar. Para se ter uma ideia um bando de engraçadinhos conseguiram a a proeza anos atrás de adapta-lo para calculadoras gráficas, onde memória se mede em kB.

Aqui o vídeo para quem esqueceu:


DJ Omnimaga 77 — The real DOOM on a calculator!

Desde então já o vimos presente em coisas como pianos, caixas eletrônicos e impressoras, tudo movido pelo espírito hacker puro e simples. Não é uma prova de contexto, não há busca por novas formas de se utilizar dispositivos legados ou de simples operação, é tudo apenas pela experimentação, curiosidade e diversão e nada mais. E claro, sempre aprendemos bastante mexendo e desmontando.

Ainda assim o que o canadense Adam Bell, desenvolvedor iOS que atualmente trabalha como engenheiro de apps para o Facebook fez é digno de nota: ele pegou um novo MacBook Pro e conseguiu rodar DOOM… na Touch Bar:


diffractive - b3ll — Doom on the MacBook Pro Touch Bar

Bell diz que conseguiu a façanha editando uma versão customizada do game para o macOS, adicionando suporte ao minúsculo display de forma que ele atue como a tela principal. Os controles pelo teclado funcionam normalmente e a Touch Bar ainda poderia ser utilizada como uma segunda tela: Bell criou à parte um HUD que ocupa todo o espaço da telinha e é uma excelente forma de utiliza-la em games no futuro. Fica aí a dica para os game developers.

Não é nem um pouquinho prático, é um inferno para enxergar qualquer coisa e por isso mesmo é puramente o Espírito Hacker em sua essência: Bell o fez para saber se podia e ser feito e nada além disso. E os resultados são sensacionais. Claro que não veremos nenhum grande game rodando na Touch Bar num futuro nem mesmo distante, mas há claro a possibilidade de aplicativos mais simples utilizarem o display para diversão e não apenas como menus e comandos de contexto.

O grande empecilho, como sempre é a Apple: suas guidelines para a Touch Bar impedem um grande número de usos, basicamente ela não deve de maneira alguma ser uma segunda tela, não pode exibir atalhos de teclado e tampouco animações. Ainda assim há maneiras de se utilizar a Touch Bar para games no futuro.

No mais, o experimento de Adam Bell foi mais uma prova de que DOOM roda em qualquer coisa.

relacionados


Comentários